Busca

     

Resultado



ENTRE TOTENS E TATUAGENS - EXPLORANDO A CULTURA E A HISTÓRIA MAORI


Totens que comemoram o passado, tatuagens faciais que refletem posições sociais. O que uma cultura tão distante quanto a Maori tem a nos ensinar? Provenientes da Polinésia e última comunidade a ser influenciada pelos europeus, os Maori correspondem hoje a 15% da população da Nova Zelândia, país considerado o mais socialmente progressista do mundo, com esforços constantes para a integração de seu povo nativo e a valorização de suas tradições.

Por ocasião da exposição Tuku Iho/ Legago Vivo Maori – que chega ao Rio de Janeiro em outubro com uma combinação de peças de arte e apresentações ao vivo de danças, cantos e tatuagens Maori –, seu curador, Karl Johnstone, estará na CASA DO SABER RIO O GLOBO para falar sobre os Maori. Na pauta, assuntos como a imigração e a adaptação da comunidade na Nova Zelândia, o contato com o colonizador e o Cristianismo, a evolução cultural dos Maori e sua prosperidade nos dias atuais, os conflitos na comercialização de seus produtos culturais e o papel das artes. O bate-papo contará com a participação da professora Christine Nicolaides, que esteve recentemente na Nova Zelândia e poderá discorrer sobre o país a partir de um ponto de vista brasileiro.



A JUDICIALIZAÇÃO DA POLÍTICA E A POLITIZAÇÃO DA JUSTIÇA


"A pessoa passa a ser chamada de excelência todos os dias. Daqui a pouco, começa a acreditar que é mesmo". A frase foi proferida certa vez pela ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia. Primeira mulher a presidir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na história e conhecida por dispensar as regalias inerentes à sua posição, a ministra vem à CASA DO SABER RIO O GLOBO para propor uma reflexão sobre a judicialização da política, bem como sobre o outro lado da sua moeda: a politização da Justiça.

O significado cultural do Poder Judiciário tem passado por uma mudança profunda no Brasil nos últimos anos. São sinais dessa transformação o protagonismo adquirido pelo STF e a participação cada vez mais efetiva da sociedade nos debates ali construídos - debates, muitas vezes, próprios da esfera política, como a demarcação de terras indígenas, o casamento homoafetivo, o aborto de anencéfalos, as pesquisas com células-tronco, entre outros. Essa interação entre os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, o uso dos tribunais como ferramentas do jogo político, a alta midiatização dos julgamentos e suas consequências, serão alguns dos temas abordados nesse encontro. Um guia mais do que necessário para pensar que Justiça queremos.



ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS


Há 150 anos, o escritor Charles Lutwidge Dodgson publicava, sob o pseudônimo de Lewis Carroll, a primeira edição de Alice no País das Maravilhas. A narrativa da menina curiosa que cai na toca de um coelho e é transportada para um mundo onírico transformou a história da literatura infantil com suas referências linguísticas e matemáticas; suas sátiras e paródias, que fazem da obra uma espécie de enigma inesgotável; suas reflexões sobre tamanho e identidade, que fazem desta uma literatura comprometida com a fantasia, com as mudanças e com os deslocamentos. Considerado um texto aberto a várias possibilidades interpretativas – para adultos e crianças –, Alice no País das Maravilhas continua, ainda hoje, a nos fazer sonhar, a nos intrigar e a nos emocionar.

A CASA DO SABER RIO O GLOBO promove uma série de três encontros que abordarão os aspectos literários e psicanalíticos desta que é a obra-prima de Carroll e uma das mais apreciadas da literatura universal.



CLUBE DA ÓPERA - VERDI, MOZART, ROSSINI E WAGNER


Na Itália, há 400 anos, a música, o teatro e a dança se uniram para criar uma nova forma de arte: a ópera. O êxito foi imediato e, não muito tempo depois, este se tornou o gênero artístico preferido em todo o continente europeu. De lá para cá, o mundo da arte passou por muitas mudanças e o mesmo aconteceu com a ópera. Após o Concerto nas Termas de Caracala, em 1990, o gênero renasceu e se popularizou e, ainda hoje, continua em processo de renovação na voz de grandes intérpretes.

Em quatro encontros, em horário alternativo, às 15 horas, uma seleção do que melhor se produziu recentemente será apresentada, comentada e comparada. Um curso para apaixonados por ópera e para quem pretende se iniciar no gênero.



FEIRA MODERNA 9: O FUTURO E VOCÊ


Realidade virtual, dispositivos vestíveis, impressão 3D, inteligência artificial, robótica, neuromarketing, internet das coisas. À medida que tecnologias como essas vão surgindo, há mudanças – algumas velozes e profundas – em diversos setores da sociedade. Nesse encontro, os jornalistas Beto Largman e Roberto Cassano analisam algumas das tendências tecnológicas mais promissoras para, junto com o público, criar um mapa colaborativo que indique quais delas têm poder para impactar nossa vida no âmbito pessoal e profissional no curto, médio e longo prazos. Que novidades serão mais disruptivas? Como as atividades profissionais serão impactadas? O que deve mudar no seu cotidiano?



Educar com limites


Com as mudanças ocorridas nas quatro últimas décadas na relação entre pais e filhos, as crianças do século XXI aprenderam a se relacionar com os pais de forma praticamente isenta de hierarquia, com grande liberdade e, em geral, poucas regras. O diálogo vem sendo o método preferencial para educar, em um enfoque que leva em consideração os desejos das crianças. A quase ausência de limites e a insegurança dos pais, porém, podem transformar o dia a dia em uma luta inesgotável, que deixa a família perplexa e culpada. Por sua vez, crianças e adolescentes vêm se tornando mimados e egocêntricos, enquanto cresce o percentual dos que constituem a geração nem-nem (nem trabalha, nem estuda).

Como conciliar liberdade e limites? Quando dizer sim e quando dizer não? É possível educar e dar limites na adolescência? Como conciliar o uso das novas tecnologias e os estudos? Existem de fato contraindicações ao uso de tablets e demais produtos da tecnologia? Essas e outras questões serão apresentadas e discutidas do ponto de vista educacional, visando a saúde afetiva e social das novas gerações.



A filosofia da linguagem contemporânea


A questão da linguagem é central na filosofia contemporânea desde o início do século XX. Mas nem sempre foi assim. Na tradição clássica e no início da modernidade, a linguagem tinha um status secundário no sistema filosófico. O que significa essa mudança? Exploraremos inicialmente o tema da “virada linguística”, que nos permite entender essa ruptura radical com a tradição e essa transformação do pensamento. Em seguida, trataremos de algumas das principais concepções de linguagem em relação a duas articulações fundamentais: linguagem e mente, linguagem e corpo.



A moda brasileira no século XXI


A moda brasileira é hoje não apenas uma das maiores traduções do estilo de vida no Brasil, como também um importante produto de exportação. O conhecimento do contexto mundial e de seus impactos no país, além dos momentos-chave no processo de formação e desenvolvimento da moda nacional, é fundamental para a compreensão de muitos dos fenômenos que determinam o cenário tão particular de uma das mais valorizadas atividades da indústria criativa do país. Ministrado por três especialistas no assunto, esse curso discutirá temas relevantes, como o contexto internacional e seus impactos na moda do Brasil; a trajetória da moda brasileira; a importância da moda praia e da periferia; as mudanças sociais e comportamentais; o cenário atual e seus principais players.



DANÇA E TECNOLOGIA: QUEM INFLUENCIA QUEM?


As redes sociais e as ferramentas da tecnologia da informação se tornaram uma das mais importantes formas de divulgação das expressões artísticas em geral: literárias, cênicas, plásticas e cinematográficas. Porém, como se dá o caminho inverso? Até que ponto a revolução digital vem modificando e redesenhando o momento de criação das obras e a relação do artista com o próprio trabalho? Quais os frutos dessa nova troca e de que forma ela se relaciona com o público? Este é um ciclo de debates que reúne especialistas e criadores em torno de uma reflexão contemporânea. E nesse debate o tema é a dança. Evento gratuito. Vagas limitadas.