Busca

     

Resultado



GUERRA E PAZ NA ÁSIA DO SÉCULO XXI: UM NOVO CENÁRIO GEOPOLÍTICO?


Os Estados Unidos e a Coreia do Norte se enfrentarão em uma guerra nuclear? Uma China fortalecida irá recuperar Taiwan? Qual o papel do Japão e da Rússia nesse contexto?

Os rumos do mundo no século XXI estão sendo cada vez mais definidos pelas relações entre China e Estados Unidos, com os chineses desfrutando anos de crescimento econômico acelerado e as potências ocidentais entrando em crise. Ao longo desta década, a diplomacia chinesa se tornou mais assertiva, desafiando o Ocidente em questões como a disputa de limites no Mar do Sul da China e lançando o ambicioso programa de infraestrutura da Nova Rota da Seda, que pode mudar o equilíbrio de poder na Ásia Central e no Sudeste Asiático.

Este curso discute o novo cenário geopolítico asiático neste início de século a partir dos conflitos crescentes envolvendo uma China em ascensão, seus vizinhos e os Estados Unidos, que se defrontam com crise política e instabilidade.



DIALOG PARA PAIS
Tem vida lá fora: o desafio de sair dos espaços fechados


Alerta geral: 84% das crianças brasileiras brincam ao ar livre, no máximo, duas horas por dia – e, para quase metade delas, o tempo é ainda menor. Esses dados são de uma recente pesquisa encomendada pela OMO, feita com 12 mil pais de dez países, entre eles Brasil, China, Estados Unidos, Reino Unido. As estatísticas são assustadoras e apontam que os pequenos estão brincando e usando o seu corpo cada vez menos. Há múltiplas razões para explicar o fenômeno: do medo da violência nas ruas ao uso excessivo da tecnologia. A pauta é, pois, pertinente e urgente no nosso tempo. Passamos muitas horas do dia enclausurados em escritórios, em casa, em salas de aula e nos desconectamos da natureza e do ar livre. É um caminho sem volta? Esse é o tema do nosso encontro de sábado.



A CHINA E SUA ECONOMIA: (QUASE) TUDO QUE VOCÊ QUERIA SABER E TINHA RECEIO DE PERGUNTAR


Segunda maior economia do planeta e importante mercado consumidor das commodities brasileiras, a China exerce papel central no mundo globalizado. No entanto, as particularidades de sua política e de sua economia são fonte de dúvidas e receios para muitos.

Em cinco encontros, esse curso traçará um panorama histórico da economia chinesa, abarcando desde a Revolução Comunista de 1949 até as perspectivas para os próximos anos. Serão abordados temas como as grandes reformas econômicas de Deng Xiaoping, as turbulências políticas, o retorno à centralização do poder com Xi Jinping, o combate à corrupção, o investimento da indústria em alta tecnologia e os desafios impostos pela nova agenda externa dos Estados Unidos.



Estados Unidos e China


Um quarto da população mundial, um terço da economia do planeta e um comércio bilateral de 600 bilhões de dólares. Esses são apenas alguns dados que exemplificam o peso global dos Estados Unidos e da China, cujas relações oscilam entre a rivalidade e a parceria. Esse curso pretende abordar as principais diretrizes e estratégias de atuação internacional dos dois países, considerando temas como defesa, comércio e diplomacia. Serão discutidas as relações dessas potências com os seus respectivos entornos regionais, bem como os desafios que se apresentam.



Cenário macroeconômico para 2016... e além


O final de 2015 foi marcado por crises e incertezas em relação ao futuro da economia. No Brasil, uma enorme crise política, uma forte pressão dos preços, quedas na produção, escalada do desemprego. No resto do mundo, a apreensão com a desaceleração da economia da China, a queda no preço das commodities e a preocupação com a recuperação da Europa e dos EUA. Diante desse quadro desafiador, a CASA DO SABER RIO O GLOBO recebe Paulo Guedes, um dos economistas mais reconhecidos do país, para aplicar seu conhecimento no diagnóstico da atual crise e avaliar o cenário que enfrentaremos nos próximos anos.



JIA ZHANG-KE, UM HOMEM DE FENYANG, DE WALTER SALLES


Jia Zhang-ke é considerado o maior realizador do novo cinema chinês. Para o influente jornal Le Monde, ele é hoje o maior cineasta em atividade em todo o mundo. Ainda jovem, conseguiu retratar as complexas transformações ocorridas na China de forma aguda e poética. Jia Zhang-ke mostra como ninguém a passagem da adolescência para a idade adulta, e a crise de seus personagens se confunde com uma crise de identidade maior, a de uma cultura milenar que sofre agora os efeitos da globalização. Entre seus admiradores está o diretor brasileiro Walter Salles, que lança agora o documentário Jia Zhang-ke, um homem de Fenyang, obra que acompanha o cineasta chinês por sua cidade natal no norte da China, lugar que também serviu de locação para seus três primeiros longa-metragens.

Aproveitando a estreia de Jia Zhang-ke, um homem de Fenyang no circuito nacional, oferecemos uma imersão na história da China, de Zhang-ke e no documentário de Walter Salles com um dia de exibição e bate-papo sobre o filme no Espaço Itaú de Cinema, e uma conversa exclusiva com o diretor na Casa do Saber Rio O Globo.



BIBLIOTECAS BRASILEIRAS


Os livros encantaram desde cedo o então menino George Ermakoff, nascido na China, de família russa, recém-chegado ao Brasil. Leitor apaixonado por toda a vida e editor em fase recente, ele reuniu no livro Bibliotecas brasileiras histórias sobre as bibliotecas nacionais. Nessa aula aberta, Ermakoff vai tratar tanto das bibliotecas mais conhecidas do país – como a Biblioteca Nacional e o Real Gabinete Português de Leitura – quanto de instituições pouco conhecidas – caso da Biblioteca de Obras Raras e Antigas do Mosteiro de São Bento e da Biblioteca Pública do Paraná. Características arquitetônicas dos prédios que as abrigam, curiosidades sobre os acervos e dificuldades de gestão são alguns dos temas abordados no encontro, que marca o lançamento desse novo livro do autor.



UMA VIAGEM À ARTE DA CHINA


Este curso oferece um panorama sobre a arte na China e seus conceitos particulares. Por meio de uma viagem virtual por diferentes regiões do Império do Meio, em quatro aulas fartamente ilustradas, será mostrado o caminho dessa arte milenar, que passa pelo papel, caligrafia, pintura, escultura, porcelana, entre outros gêneros, e que, hoje, ocupa local de destaque no cenário da arte contemporânea.



UM OLHAR PARA A CHINA ATRAVÉS DA CULTURA, DA FILOSOFIA E DA LITERATURA


Conhecida como o império do meio, a China é um país que há menos de 200 anos tinha 50% do PIB mundial. Agora, o país parece voltar, aos poucos, à antiga pujança, depois de um crescimento vertiginoso nas últimas décadas. Será que o capitalismo funciona melhor sobre os fundamentos de uma economia rigorosamente planejada do que debaixo de um Estado mínimo? Maior parceiro comercial do Brasil, a China ainda é pouco conhecida por aqui. Esse curso pretende abordar obras fundamentais escritas por chineses, como Lao-Tsé e Sun Tzu, e também a China, como os passeios estrangeiros de Marco Polo nas Viagens maravilhosas e de Kafka. E finaliza discutindo a literatura que recentemente deu ao mundo dois Prêmios Nobel e continua vinculada àquilo que marca culturalmente a China.