Busca

     

Resultado



ANTISSEMITISMO NO SÉCULO XXI


Desde o início da década, a política no Brasil tem experimentado um processo de radicalização atípico e original. Acompanhando este processo, os discursos de ódio têm ocupado de forma cada vez mais vigorosa o espaço público. É justamente neste ambiente que se ampliam e se diversificam as acusações de antissemitismo envolvendo variáveis tanto de nossa política doméstica quanto de política internacional. Neste sentido, a expectativa desse encontro é a de refletir sobre esta forma particular de racismo e avaliar o seu lugar e as suas funções em nossos tempos.



A TURQUIA CONTEMPORÂNEA – UM PANORAMA POLÍTICO-HISTÓRICO


Em um contexto marcado por uma tentativa frustrada de golpe de Estado, pela presença de mais de 3 milhões de refugiados sírios e pela deterioração das relações com a União Europeia e os Estados Unidos, a Turquia vive um momento crítico de sua história. Neste curso, ofereceremos um panorama da conjuntura política do país. O ponto de partida será o emblemático ano de 2018, em que se celebram 95 anos da fundação da República, 15 anos de governo de Recep Tayyip Erdoğan e seu partido Justiça e Desenvolvimento (AKP, em turco) e ainda a inauguração de um sistema de governo presidencialista.



A INQUISIÇÃO EM PORTUGAL E NA ESPANHA


A "caça aos hereges" promovida pelos tribunais de Inquisição da Época Moderna deixou máculas perenes na história da Igreja Católica e costuma estimular debates sobre as formas de violência presentes ao longo dos últimos séculos da vida contemporânea. Falar desses temas, porém, remete a contextos específicos, tanto no campo da religião, como na esfera política.
 

Neste curso, vamos analisar as conjunturas que levaram à criação dos tribunais inquisitoriais da Espanha (1478) e de Portugal (1536), discutindo  suas características e relações de influência e confronto entre os séculos XV e XVI.



A ERA DE OURO DA HOLANDA (1580 – 1680)


Da Idade Média à Era Moderna, a área das Províncias Unidas, que em português geralmente denominamos Holanda, era o lugar de maior densidade demográfica da Europa. O que atraía tanta gente? Antes de tudo, a prosperidade econômica. Lá se instalaram artesãos, manufatureiros, agricultores, cartógrafos, astrônomos, armadores navais, artistas de todos os ramos, líderes religiosos, soldados, trabalhadores braçais e toda a espécie de desocupados. Seus portos recebiam e de lá zarpavam navios para todos os cantos do mundo.
 

Havia uma Holanda europeia, predominantemente protestante, enredada nas redes político-comerciais do continente, mas havia também uma Holanda global, inovadora, sonhadora, protagonista de tudo aquilo que passaria a ser entendido como “O Moderno”. Simultaneamente, a Holanda das artes e a Holanda da guerra. A Holanda das grandes companhias mercantilistas e das iniciativas pioneiras do capitalismo. Uma Holanda pragmática e dos mais furiosos fanatismos religiosos.
 

O presente curso pretende apresentar um olhar reflexivo sobre esse experimento holandês de pluralidade e mundialização.



AQUARIO, UMA TRAJETÓRIA DE LUTA E PERSISTÊNCIA


O AquaRio é o maior aquário marinho da América do Sul, com 26 mil metros quadrados de área construída na recém revitalizada zona portuária do Rio de Janeiro, 4,5 milhões de litros de água e 5 mil animais de 300 espécies.

Exemplo de empreendedorismo e determinação, a CASA DO SABER RIO recebe Marcelo Szpilman para uma palestra inspiradora sobre como foi a trajetória de luta e persistência para concretizar seu sonho, sem nunca desistir em 12 anos de incansável trabalho. No sábado, ele será o cicerone de uma visita guiada ao AquaRio, em horário vip (sem público).



ENTENDENDO O ISLÃ - UMA LEITURA A PARTIR DA HISTÓRIA


Religião que mais cresce no mundo, com cerca de 1,6 bilhão de adeptos e frequentes referências na mídia, o islã tem despertado interesse crescente em vários campos do saber. No entanto, muitas informações difundidas ignoram sua complexidade cultural e histórica. Nesse curso, discutiremos o advento do islã em 622 d.C, sua consolidação na Península Arábica, suas cisões e expansão para que se possa compreender a importância que ele assume nas relações sociais e políticas da contemporaneidade.



FEMINISMO E DESCONSTRUÇÃO, DA MITOLOGIA GREGA À ATUALIDADE


Da Grécia Antiga aos dias atuais, a imagem do poder é masculina. Ao longo de dois encontros, a escritora e roteirista Antonia Pellegrino busca manifestações da cultura ocidental, começando na própria mitologia grega, para refletir sobre como essa imagem se produziu – e até hoje persiste.

São mulheres, homens, filmes, notícias e memes que mantém este padrão mental a ser analisado – e desconstruído. Afinal, cada vez mais mulheres não se conformam com a posição que lhes foi imposta e entram na disputa pelo poder.



ELEIÇÕES 2018: O FUTURO DO BRASIL


Esse encontro oferecerá aos participantes uma análise profunda do cenário político e econômico do país com foco no resultado das eleições e suas possíveis implicações, assim como nas tendências que o plano de governo do eventual vencedor indica e nos cenários alternativos para o ambiente de negócios. O objetivo, assim, é ajudar na compreensão do momento e clarificar pontos desse debate tão importante.

Programa do encontro:

- O cientista político Maurício Santoro fará exposição sobre o atual cenário político do Brasil, partindo de uma análise das eleições assim como das instituições brasileiras na atualidade.
- Rodrigo Armstrong fará uma exposição sobre o atual cenário econômico e o risco político resultante das eleições presidenciais de 2018.



CORRIDA ARMAMENTISTA NA GUERRA FRIA


Durante décadas, a população mundial viveu sob o temor constante de uma hecatombe nuclear. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, a busca por segurança e poder levou as duas principais potências da época, Estados Unidos e União Soviética, a empreenderem uma corrida armamentista sem precedentes na história global. Mesmo que um confronto direto nunca tenha ocorrido, a Guerra Fria (1946-1991) teve papel decisivo nos rumos do planeta.

Nesse curso, analisaremos o contexto histórico e político que fomentou esse padrão de competição entre as potências e os seus efeitos para o sistema internacional. Apresentaremos, ainda, um panorama dos tratados de controle de armamentos e como eles se refletem na política contemporânea.