Busca

     

Resultado



ELEIÇÕES E INTERNET: O QUE A CAMPANHA DE TRUMP TEM A DIZER SOBRE O BRASIL EM 2018


A eleição do magnata Donald Trump para a Presidência dos Estados Unidos, em 2016, marcou uma inflexão na forma de usar a internet inaugurada por seu antecessor, Barack Obama. Enquanto o democrata ganhou notoriedade por conquistar engajamento inédito na web – levando milhões de eleitores a contribuir financeiramente com sua campanha –, o republicano ficou conhecido pela propagação de notícias falsas, utilização maciça de robôs e abordagem seletiva de eleitores com a ajuda de perfis psicológicos traçados a partir de cliques no Facebook.

Nesse encontro pretende-se debater, no plano da teoria, a relação entre internet e democracia e, mais especificamente, entre internet e campanhas eleitorais, para depois analisar essas duas experiências americanas, ambas com bons resultados nas urnas. Serão abordados ainda dados sobre os pleitos de 2014 e 2016 no Brasil. Ao fim, a intenção é produzir uma reflexão conjunta sobre as expectativas para as eleições brasileiras de 2018.



A TURQUIA EM QUESTÃO


No dia 24 de novembro, a Turquia derrubou um avião militar russo que teria invadido seu espaço aéreo perto da fronteira com a Síria, evento com potencial de agravar ainda mais a crise em uma região já tomada por conflitos e questões sensíveis. Mesmo antes do episódio, os olhos do mundo já se voltavam à Turquia por causa do seu importante papel geopolítico: seja na questão dos refugiados, seja no conflito sírio, uma vez que sua fronteira vem se mostrando essencial para a entrada de recrutas do Estado Islâmico. O ano de 2015 também foi marcante para o país por suas eleições parlamentares, fundamentais para o desenho de um novo projeto político de poder - que em questões de gênero, liberdade de imprensa e, sobretudo, na participação dos curdos, provoca acalorado debate. O intuito dessa aula aberta é apresentar um breve panorama político atual da Turquia e refletir sobre o impacto atual da guerra da Síria no país.



O PODER DO PENSAMENTO MATEMÁTICO


"Quando será que vou usar isso?" Esta é a pergunta clássica de nove entre dez alunos às voltas com cálculos, fórmulas e equações. Para muitos, a matemática que aprendemos na escola é algo totalmente abstrato. O matemático americano Jordan Ellenberg mostra, porém, que ela está em todo lugar e se relaciona com questões do nosso cotidiano. Nada escapa desse amplo mosaico: o resultado das eleições presidenciais, o futuro da obesidade, a pintura renascentista italiana, o que o Facebook sabe (e o que ele não sabe) a seu respeito e até mesmo a existência de Deus.

Eleito um dos 50 livros notáveis de não ficção pelo The Washington Post e best-seller do The New York Times, o livro O poder do pensamento matemático - a ciência de como não estar errado aborda de modo simples e claro os conceitos mais complicados, sem os jargões próprios da área. Com mediação de Tatiana Roque, Jordan Ellenberg está no Brasil para o lançamento de seu livro e conversará conosco sobre o tema, mostrando como a matemática nos ajuda a pensar melhor, domar nossas incertezas e entender o mundo de maneira mais profunda e consistente.



Como a economia pode influenciar a eleição


O debate econômico nas eleições de 2014 para presidente da República será marcado pela comparação do desempenho dos governos FHC e Lula/Dilma ou focará sua atenção nas questões atuais que influenciarão os destinos do país nos próximos anos? A política econômica do atual governo deve, ou não, ser modificada? A indignação nas manifestações de rua é apenas reflexo de uma insatisfação com a classe política ou resulta, também, da incapacidade do Estado brasileiro de atender às expectativas de progresso da população? A sociedade brasileira deve trocar o ideal de expansão do consumo pela busca da qualidade de vida? Venha especular e refletir sobre esses temas com economistas renomados que acompanham a trajetória da economia brasileira há longo tempo e possuem opiniões divergentes sobre o presente e o futuro do setor.