A ERA DE OURO DA HOLANDA (1580 – 1680)


Márcio Scalercio

De 23 de novembro a 14 de dezembro - Sextas-feiras - das 19h30 às 21h30 - 4 encontros

Da Idade Média à Era Moderna, a área das Províncias Unidas, que em português geralmente denominamos Holanda, era o lugar de maior densidade demográfica da Europa. O que atraía tanta gente? Antes de tudo, a prosperidade econômica. Lá se instalaram artesãos, manufatureiros, agricultores, cartógrafos, astrônomos, armadores navais, artistas de todos os ramos, líderes religiosos, soldados, trabalhadores braçais e toda a espécie de desocupados. Seus portos recebiam e de lá zarpavam navios para todos os cantos do mundo.
 

Havia uma Holanda europeia, predominantemente protestante, enredada nas redes político-comerciais do continente, mas havia também uma Holanda global, inovadora, sonhadora, protagonista de tudo aquilo que passaria a ser entendido como “O Moderno”. Simultaneamente, a Holanda das artes e a Holanda da guerra. A Holanda das grandes companhias mercantilistas e das iniciativas pioneiras do capitalismo. Uma Holanda pragmática e dos mais furiosos fanatismos religiosos.
 

O presente curso pretende apresentar um olhar reflexivo sobre esse experimento holandês de pluralidade e mundialização.

INSCRIÇÃO ONLINE
Valor R$ 400,00

INSCREVA-SE AQUI

Conheça as formas de pagamento e a
política de cancelamento

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 23 NOV | AS PROVÍNCIAS UNIDAS

    Paisagens políticas e religiosas.


  • 30 NOV | A GUERRA DOS OITENTA ANOS

    Independência ou a galinha de ovos de ouro do Império Habsburgo? As estratégias holandesas.


  • 07 DEZ | COMO QUERIA O HISTORIADOR FRANCÊS FERNAND BRAUDEL, “A ECONOMIA MUNDO DE AMSTERDÔ.


  • 14 DEZ | AS ORIGINALIDADES HOLANDESAS

    Artes, religião e economia.


ministrado por


  • Márcio Scalercio

    Professor do Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio e professor titular da Universidade Candido Mendes.

INSCREVA-SE AQUI