A PROPÓSITO DA INCERTEZA CONTEMPORÂNEA

POLÍTICA, ARTE, COTIDIANO


Affonso Romano De Sant’Anna

De 16 a 30 de julho - Quintas-feiras - das 20h às 22h - 3 encontros

Uma reflexão multidisciplinar sobre a nossa época que tangenciará várias áreas do conhecimento. A série de encontros vai tratar das mudanças sociais, políticas e ideológicas vividas pelo Ocidente desde o século XIX até os dias de hoje. A partir desta contextualização histórica, abordará também alguns aspectos conceituais da arte contemporânea, tais como: O que é arte? O que é significância? Existe uma crise de julgamento sobre a criação artística hoje?

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 16 JUL | O QUE APRENDEMOS ATÉ AGORA?
    O tempo e a narrativa nos séculos XIX e XX. Vivemos o fim da história e das ideologias? Como a literatura e a arte se comportam diante desse quadro? De que maneira as relações de poder no capitalismo vêm delineando a produção de significados?


  • 23 JUL | A CRISE DE JULGAMENTOS: ARTE, ANTI-ARTE, NÃO-ARTE
    Arte: o conceito de in-signi-ficância. Qual é o papel da linguística em esclarecer os mal entendidos estéticos? Dois crimes recentes: a morte da arte e a morte do autor. A “Bienal do Vazio”. O mito contemporâneo da transgressão. O conceito de artificação e a arte atual.


  • 30 JUL | CULTURA CONTEMPORÂNEA E DESLOCAMENTOS SIMBÓLICOS
    A América Latina e as mudanças na cultura contemporânea. Alterações no corpo, no vestuário, nas relações pessoais e suas implicações entre público e privado. Excentricidades tropicais.


ministrado por


  • Affonso Romano De Sant’Anna

    Poeta, cronista, professor, administrador cultural e jornalista. Tem mais de 40 livros publicados, ensinou em universidades estrangeiras e nacionais e, à frente da Biblioteca Nacional (1990-1996), criou o Proler, o Sistema Nacional de Bibliotecas e programas de exportação da cultura brasileira.