A VIDA QUE VIRA ARTE

E O QUE VALE A PENSA SER CONTADO


Marcelo Backes

De 16 de março a 20 de abril - Quintas-feiras - das 17h às 19h - 6 encontros

A literatura, como qualquer outra forma de expressão artística, sempre é, em alguma medida, confessional. Um autor só atinge o universal quando é subjetivo, quando elabora uma experiência que o tocou, que o marcou. A subjetividade, no entanto, não garante que ele conseguirá sair da própria alma para chegar ao mundo lá fora, pois não há, nem de longe, uma ponte que leve, automaticamente, do umbigo ao universo. Mas sempre que essa ponte é construída, a literatura mostra que pode ser a filosofia que sabe dançar, a metafísica com jogo de cintura, a psicologia com histórias para contar, capaz de oferecer seus olhos para que vejamos melhor dentro de nós mesmos.

A partir de seis autores clássicos e de uma experiência pessoal, esse curso propõe um estudo sobre o que é verdade e o que é invenção na literatura, indicando como a realidade, a fantasia e a interação com outras obras podem virar romance. Além disso, pretende-se observar por que tipo de processos de transformação passam determinados eventos até virarem letra

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 16 MAR | DOM QUIXOTE, DE CERVANTES


  • 23 MAR | WERTHER, DE GOETHE, E MORTE EM VENEZA, DE THOMAS MANN


  • 30 MAR | OS IRMÃOS KARAMÁZOV, DE DOSTOIÉVSKI


  • 06 ABR | EM BUSCA DO TEMPO PERDIDO, DE MARCEL PROUST


  • 13 ABR | O PROCESSO E CARTA AO PAI, DE FRANZ KAFKA


  • 20 ABR | O PROCESSO CRIATIVO EM A CASA CAI


ministrado por


  • Marcelo Backes

    Doutor em Germanística e Romanística pela Universidade de Freiburg (Alemanha). Escritor, professor, tradutor e crítico literário, é autor de O último minuto e de A casa cai, entre outras obras. Seus livros, ensaios e poesias estão sendo publicadas em vários países da Europa.