AMOR, SEXO E FELICIDADE


Mirian Goldenberg

De 03 a 17 de novembro - Terças-feiras - das 20h às 22h - 3 encontros

A partir de pesquisas antropológicas realizadas com 5 mil homens e mulheres nos últimos 25 anos, o curso buscará debater questões surgidas da comparação entre os dados levantados no Brasil com os de outras culturas. A ideia é tentar compreender as diferenças entre visões, comportamentos e valores presentes em gerações distintas, com destaque para a importância da liberdade e da felicidade. Pretende-se ainda aprofundar a discussão sobre a distância entre o discurso e o comportamento efetivo das pessoas em relação a valores como casamento, sexualidade, fidelidade, intimidade, corpo e envelhecimento.

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 03 NOV | (IN)FIDELIDADE PARADOXAL
    Por meio de dados de pesquisas realizadas com homens e mulheres, serão apresentados seus desejos e as expectativas com relação a temas como amor, intimidade e fidelidade.


  • 10 NOV | POR QUE ELE NÃO LIGOU?
    Serão analisadas as diferenças entre homens e mulheres nos discursos e comportamentos sexuais.


  • 17 NOV | É POSSÍVEL SER FELIZ NO CASAMENTO?
    Serão apresentados os resultados de pesquisas com homens e mulheres sobre casamentos considerados felizes.


ministrado por


  • Mirian Goldenberg

    Antropóloga, pesquisadora e professora titular do Departamento de Antropologia Cultural e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. Doutora em Antropologia Social pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da UFRJ. Colunista do jornal Folha de S.Paulo desde 2010. Autora dos livros: SeXo; Tudo o que você não queria saber sobre sexo; Por que homens e mulheres traem?; Os novos desejos; Intimidade; Infiel: notas de uma antropóloga; A Outra; Homem não chora. Mulher não ri; Por que os homens preferem as mulheres mais velhas?; Nu & Vestido; O corpo como capital; A bela velhice; Coroas; Corpo, envelhecimento e felicidade; Velho é lindo!;Toda mulher é meio Leila Diniz; De perto ninguém é normal; Noites de insônia; A arte de pesquisar.