DEUSES E DEUSAS DA MITOLOGIA GREGA – APOLO, AFRODITE, HERMES, ATENÁ


Isabela Fernandes

De 12 de junho a 03 de julho - Terças-feiras - das 17h às 19h - 4 encontros

Na mitologia e na religião da Grécia Antiga, os deuses representavam o mundo natural, social e humano, expressando múltiplos aspectos da vida e da morte, da criação e da destruição, do amor e do ódio, da luz e das sombras. E, dentro desse panteão, alguns eram mais significativos do que outros para a vida do homem grego. Esse curso pretende discutir os mitos em torno de alguns deuses dessa mitologia que definiam espaços simbólicos nucleares para a vida cultural, caso de Apolo, Afrodite, Hermes e Atená.

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 12 JUN | APOLO

    Deus relacionado à luz e à verdade, Apolo dominava os processos de purificação interior do homem, permitindo a passagem de um estado de erro e de sombras para um estado de autoconhecimento.


  • 19 JUN | AFRODITE

    Afrodite expressava a sexualidade, irradiando luz e alegria entre homens, animais e deuses. Mas a deusa também dominava as paixões sombrias e nefastas, representando o desejo como poder de criação e de destruição.


  • 26 JUN | HERMES

    Deus mensageiro, guia das almas para o mundo dos mortos, guardião das fronteiras, presidia as mudanças de níveis existenciais e tinha domínio sobre a morte.


  • 03 JUL | ATENÁ

    Atená era a deusa luminosa da cultura e das instituições democráticas da pólis. Era a guia iniciática dos heróis, expressando o processo de amadurecimento do jovem. A deusa irradiava para toda a Grécia a civilização mais refinada e o conhecimento mais elevado.


ministrado por


  • Isabela Fernandes

    Professora de Letras Clássicas e de História Antiga na PUC-Rio e nos cursos de pós-graduação em Psicologia Junguiana na Universidade Estácio de Sá e na PUC-Rio. Doutora em Literatura pela PUC-Rio. Membro honorário do Instituto Junguiano do Rio de Janeiro. É coautora do livro A vida, a morte e as paixões no mundo antigo e autora do livro de poesia Linho de urtigas.