ESTILHAÇOS DA PRIMEIRA GUERRA NAS ARTES


Arthur Dapieve, Franz Manata, Marcelo Backes

De 13 a 27 de março - Quintas-feiras - das 20h às 22h - 3 encontros

Reprodução

A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) foi o primeiro conflito moderno em escala global. As inovações tecnológicas empregadas no confronto elevaram o número de mortes e mais de 30 milhões de soldados perderam a vida nos campos de batalha. As transformações derivadas do combate foram imensas nos planos social, econômico e político. Basta pensar na Revolução Russa, em 1917, que derrubou os czares. A guerra também marcou o fim de outras três dinastias imperiais: a alemã, a austro-húngara e a turca. As artes não ficaram imunes a esse turbilhão. Muitos escritores, artistas e músicos viram os horrores de perto, como Hemingway, Apollinaire, Tolkien, Ravel, Leger, Otto Dix, Braque, Max Ernst, Kirchner, Carl Orff, Kokoschka. Alguns não sobreviveram às trincheiras. Esse ciclo reúne três professores da CASA DO SABER para discutir o impacto que a Primeira Guerra Mundial teve no campo das artes plásticas, da literatura e da música.

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 13 MAR | ARTES PLÁSTICAS
    FRANZ MANATA


  • 20 MAR | LITERATURA
    MARCELO BACKES


  • 27 MAR | MÚSICA
    ARTHUR DAPIEVE


ministrado por


  • Arthur Dapieve

    Professor do Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio. Colunista do jornal O Globo desde 1993. Autor de 12 livros, entre ficção e não ficção, como a coletânea de contos Maracanazo e outras histórias e o perfil Renato Russo: o Trovador Solitário. Apresenta um programa de música clássica na Rádio Batuta, do Instituto Moreira Salles. 

  • Franz Manata

    Artista, curador e professor com mestrado em Linguagens Visuais e formação em Economia, Sociologia e Administração Financeira. Trabalhou por oito anos no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (como coordenador de produção, curador assistente e cocurador). Trabalha como consultor de arte para instituições públicas, coleções particulares e corporativas, tais como: Grupo Santander Brasil, Furnas Sócio-Cultural, MinC, Funarte. É professor na EAV/Parque Lage, no Ateliê da Imagem e na CASA DO SABER RIO. Como artista, participa há 20 anos de projetos solo e coletivos no Brasil e no exterior, junto com Saulo Laudares, articulando diversas mídias e áreas do conhecimento.

  • Marcelo Backes

    Doutor em Germanística e Romanística pela Universidade de Freiburg (Alemanha). Escritor, professor, tradutor e crítico literário, é autor de O último minuto e de A casa cai, entre outras obras. Seus livros, ensaios e poesias estão sendo publicadas em vários países da Europa.