FEIRA MODERNA 10: GAMES, MOVIMENTO MAKER E FICCÇÃO CIENTÍFICA


Arthur Protasio, Beto Largman, Marcela Sabino, Stevens Rehen

02 de maio - Segunda-feira - das 20h às 22h

Para comemorar os dez anos da CASA DO SABER RIO O GLOBO e a décima edição da série Feira Moderna, o jornalista Beto Largman vai contar com a presença de alguns dos convidados das edições mais concorridas do evento até hoje. Já há alguns anos os jogos eletrônicos desbancaram o cinema e outras áreas do setor de entretenimento, tornando-se a que mais fatura no mundo: a tecnologia desenvolvida para os games está presente em áreas tão distintas quanto treinamento, medicina e educação.

O pesquisador e roteirista Arthur Protasio vai explicar como se deu essa espetacular evolução, tanto da parte técnica quanto do mercado de games. Marcela Sabino, diretora do Laboratório de Atividades do Amanhã do Museu do Amanhã, abordará temas como a cultura maker e seus desdobramentos e o impacto dos avanços tecnológicos – como inteligência artificial, internet das coisas, robótica e fabricação digital – na sociedade. Em sua participação, o neurocientista Stevens Rehen analisará, junto com a plateia, a tecnologia descrita em alguns dos filmes de ficção científica mais marcantes de todos os tempos. Enquanto algumas já fazem parte do nosso dia a dia, outras ainda estão bem distantes de se tornarem realidade.

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

ministrado por


  • Arthur Protasio

    É roteirista, designer de narrativas e sócio-fundador da Fableware (fablewaredesign.com), produtora especializada em escrever roteiros e desenvolver conteúdo para projetos multiplataforma e transmídia nos ramos de entretenimento, educação e publicidade. É mestre em Design e Bacharel em Direito pela PUC-Rio com ampla experiência como contador de histórias. Foi selecionado em 2014 para o Rio Criativo, incubadora de economia criativa da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro; consultor da novela Geração Brasil (TV Globo) e co-criador do aplicativo Filma-e, ambos indicados ao 2015 International Digital Emmy Awards; é autor dos livros Negra Cicatriz e Jogador de Mil Fases; criador do canal LudoBardo; e roteirista da atração aquática Xpirado (Hot Park), dos jogos Ballistic, Cavaleiros do Zodíaco: Cards, Webmotors Racing. Atualmente, é diretor de narrativa do game Sword Legacy: Omen e seu universo transmídia.

     

  • Beto Largman

    Jornalista, blogueiro e consultor especializado em tecnologia, inovação e novas mídias. Desde 2005 edita o blog Feira Moderna, no site do jornal O Globo. É consultor de tecnologia e cultura digital e faz comentários sobre esses assuntos no Canal Futura e na GloboNews. Participou como palestrante e mediador em eventos como Campus Party, InterCon, YouPix Festival e Rio Content Market.

  • Marcela Sabino

    Diretora do Laboratório de Atividades do Amanhã (LAA), do Museu do Amanhã. Trabalhou com o Banco Mundial, o BID, o International Finance Corporation (IFC) e a ONU, além de grandes empresas internacionais nas áreas de estratégias de entrada no mercado, desenvolvimento de negócios e estudos de viabilidade. Em 2006, concluiu mestrado em Políticas Públicas e Administração na Universidade de Harvard (EUA). Ministrou um workshop em Londres no Festival Mozilla de 2014 sobre uma intervenção tecnológica de eficiência energética nas favelas usando técnicas Maker.

  • Stevens Rehen

    Graduado em Ciências Biológicas pela UFRJ, com pós-graduações no Instituto de Biofísica da UFRJ e pós-doutoramentos na Universidade da Califórnia, em San Diego, e no Instituto de Pesquisa Scripps dos Estados Unidos. Autor dos primeiros artigos demonstrando a existência do mosaicismo genético no cérebro, foi pioneiro no Brasil no cultivo de células-tronco de pluripotência induzida (iPS) humanas, neuroesferas e organoides cerebrais humanos. Em 2016, desenvolveu uma das principais pesquisas científicas sobre o zika vírus, demonstrando a relação entre infecção e microcefalia. O modelo de minicérebros humanos tem sido utilizado na identificação de medicamentos que poderão conter, futuramente, os efeitos do zika vírus sobre o sistema nervoso em formação.