MARTIN HEIDEGGER E HANNAH ARENDT

FILOSOFIA, POLÍTICA E AMOR


Pedro Duarte

De 28 de outubro a 02 de dezembro - Segundas-feiras - das 20h às 22h - 6 encontros

Reprodução

“Há um mestre, talvez se possa aprender a pensar.” Hannah Arendt referiu-se assim a Martin Heidegger, ambos grandes filósofos do século XX. Ela aprendeu a pensar com ele e respondeu a seus desafios de modo original. Ele era professor; e ela, sua aluna. Ele se envolveu com o nazismo; ela era judia. Viveram o amor e o pensamento intensamente. Seu encontro tem dimensões filosóficas, políticas e amorosas.

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 28 OUT | O ENCONTRO ENTRE MARTIN HEIDEGGER E HANNAH ARENDT


  • 04 NOV | A RUPTURA DA TRADIÇÃO FILOSÓFICA OCIDENTAL


  • 11 NOV | AÇÃO E COMPREENSÃO DIANTE DO NAZISMO


  • 18 NOV | HEIDEGGER E A AUTENTICIDADE EXISTENCIAL DO HOMEM


  • 25 NOV | HANNAH ARENDT E A PLURALIDADE POLÍTICA DOS HOMENS


  • 02 DEZ | UMA NOVA RELAÇÃO ENTRE VERDADE E HISTÓRIA


ministrado por


  • Pedro Duarte

    Professor do Departamento de Filosofia da PUC-Rio, onde se formou mestre e doutor. Foi professor visitante nas universidades Brown (EUA) e Södertörns (Suécia). Publicou capítulos em livros e artigos em periódicos acadêmicos e veículos da grande mídia, como O Globo. Autor de Estio do tempo: Romantismo e estética moderna, A palavra modernista: vanguarda e manifesto e Tropicália Ou Panis et Circensis.