O "DESPERTAR" EM PROUST E KAFKA


Marcela Oliveira

De 30 de outubro a 13 de novembro - Terças-feiras - das 19h30 às 21h30 - 3 encontros

CONCLUÍDO

O escritor francês Marcel Proust começa sua grande obra literária pela experiência do despertar. Em sua busca do tempo perdido, a passagem do sono à vigília representa a possibilidade de lembrar do passado infantil a partir do presente em que está o narrador adulto. Tal experiência instantânea de suspensão da ordem do tempo fez com que o filósofo e crítico literário Walter Benjamin o relacionasse à história.

Também no começo do século XX, outro autor começava duas obras fundamentais pelo acordar. Trata-se do tcheco Franz Kafka. A metamorfose e O processo têm seu início de manhã, quando se deflagra a passagem do estado de normalidade a um estado de estranheza na condição do protagonista. Este curso tratará do “despertar” em Proust e Kafka.

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 30 OUT | TEORIA DE BENJAMIN DO “DESPERTAR”: ENTRE O SONO E A VIGÍLIA


  • 06 NOV | É PRECISO ACORDAR O PASSADO: PROUST E A ABERTURA DO TEMPO


  • 13 NOV | ACORDAR PARA O PESADELO: KAFKA E A ULTRAPASSAGEM DO LIMITE


ministrado por


  • Marcela Oliveira

    Professora do Departamento de Filosofia da PUC-Rio, onde se formou doutora e mestre. Formada em Jornalismo pela UFRJ, desenvolve estudos em Filosofia Contemporânea, Estética e Teoria do Teatro.