O labirinto do minotauro: a crise da União Europeia


MAURÍCIO SANTORO

De 17 de março a 07 de abril - Sextas-feiras - das 19h30 às 21h30 - 4 encontros

Nesta década a Europa tem enfrentado crises diversas, como a turbulência econômica em países como Grécia, Espanha, Portugal e Itália; os impactos da tragédia humanitária envolvendo os refugiados do Oriente Médio e da África; atentados terroristas de grande porte na Bélgica e França; a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia.

Quais os impactos dessa instabilidade para o processo de integração na região? Há riscos de retrocesso na rede de proteção social e de crescimento de grupos extremistas? O curso discute tais questões à luz de pensadores contemporâneos das relações internacionais.

Vendas somente por telefone
Tel: (21) 2227-2237

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 17 MAR | 1. TURBULÊNCIA NA EUROZONA
    O colapso da Grécia e a instabilidade na Espanha e na Itália. As dificuldades do ajuste estrutural com a manutenção do euro. Os protestos contra as políticas de austeridade, o “trilema” da União Europeia e os esforços para renovar os partidos.


  • 24 MAR | 2. REFUGIADOS E IMIGRANTES
    Os impactos para o continente da pior crise humanitária desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). O crescimento dos movimentos xenófobos. As negociações diplomáticas para tentar diminuir o fluxo de refugiados. O papel da Turquia e da Líbia.


  • 31 MAR | 3. TERRORISMO
    A guerra contra o Estado Islâmico e os atentados na Bélgica e na França. A ligação dos ataques com os conflitos no Iraque e na Síria. O perfil dos terroristas.


  • 07 ABR | 4. “BREXIT”
    Por que os britânicos decidiram deixar a União Europeia. A reação da organização. O risco de desagregação do Reino Unido. As consequências para outros países europeus.


ministrado por


  • MAURÍCIO SANTORO

    Doutor em Ciência Política pelo IUPERJ e professor de relações internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Foi assessor de direitos humanos da Anistia Internacional, em projetos que o levaram ao Reino Unido, à Turquia e à antiga Iugoslávia, e estudou na Alemanha e na Itália como bolsista da Fundação Robert Bosch e da União Latina. É autor do livro Ditaduras Contemporâneas (Editora da FGV, 2013) e de cerca de 30 artigos publicados em revistas e coletâneas acadêmicas.