POLÍTICA, MÚSICA E CULTURA NA TROPICÁLIA


Pedro Duarte

De 03 a 17 de outubro - Quartas-feiras - das 19h30 às 21h30 - 3 encontros

Conhecida pelas músicas de Caetano Veloso, Gilberto Gil e outros, a Tropicália envolveu várias formas de arte e encarnou também uma filosofia. Seu manifesto foi o disco Tropicália ou Panis et circencis, objeto do livro homônimo de Pedro Duarte, que agora o apresentará neste curso, a partir da contestação politicamente rebelde diante da ditadura, da evolução musical de vanguarda após a Bossa Nova e da atualização cosmopolita do Modernismo na cultura. O movimento pensou o Brasil de uma forma nova entre 1967 e 1968, através de suas múltiplas alegorias e sem um símbolo definitivo. Completa hoje meio século. Seus desafios, porém, permanecem atuais.

INSCRIÇÃO ONLINE
Valor R$ 300,00

INSCREVA-SE AQUI

Conheça as formas de pagamento e a
política de cancelamento

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 03 OUT | TROPICALISTAS EM TEMPOS SOMBRIOS: ARTE E POLÍTICA

    Os discos e a sua época. Da revolução à rebelião. Eros na civilização.


  • 10 OUT | DO RESGUARDO À VANGUARDA: MÚSICA APÓS A BOSSA NOVA

    O sentido coletivo do movimento. Linha evolutiva na canção popular. Manifesto crítico na sociedade.


  • 17 OUT | A ANTROPOFAGIA NA ERA DA REPRODUTIBILIDADE TÉCNICA

    Nacional e universal. O pop e a indústria cultural. A alegoria da geleia geral.


ministrado por


  • Pedro Duarte

    Professor do Departamento de Filosofia da PUC-Rio, onde se formou mestre e doutor. Foi professor visitante nas universidades Brown (EUA) e Södertörns (Suécia). Publicou capítulos em livros e artigos em periódicos acadêmicos e veículos da grande mídia, como O Globo. Autor de Estio do tempo: Romantismo e estética moderna, A palavra modernista: vanguarda e manifesto e Tropicália Ou Panis et Circensis.

INSCREVA-SE AQUI