REPENSANDO A PSICANÁLISE COM A ARTE


Eduardo Rozenthal, Ricardo Basbaum

De 14 a 28 de junho - Terças-feiras - das 20h às 22h - 3 encontros

A psicanálise e a arte moderna nasceram juntas, rompendo com a tradição do pensamento da representação do século XVII e propondo, respectivamente, a divisão do eu e uma nova ordenação do espaço perceptual. Tais práticas influenciaram-se mutuamente, tendo como condições a noção de interioridade e a crítica à universalidade da razão. Na busca do tratamento para as patologias psíquicas, Freud deslocou as noções de “belo” e de “sublime” para compreender a estética artística por meio do conceito de sublimação.

Contudo, pode a criação artística ser reduzida à produção inconsciente? Será possível aproximar a arte contemporânea, que se apresenta nas ruas e se apropria de objetos corriqueiros, e a psicanálise, cujo primado são forças amorfas engendradas nos encontros entre sujeitos?

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 14 JUN | NASCIMENTO DA PSICANÁLISE E DA ARTE MODERNA
    Crítica à representação clássica; Freud e o inconsciente; a arte e o Abstracionismo, o Surrealismo e o Expressionismo alemão (Breton, Klee e Magritte).


  • 21 JUN | DO MODERNO AO CONTEMPORÂNEO
    A psicanálise e a crítica à interpretação; a arte na passagem do moderno para o contemporâneo: a crítica à interioridade e à espontaneidade humanista (Duchamp, Pollock, Jasper Johns, Rauschenberg, Yves Klein e Piero Manzoni). Lacan e o objeto elevado à dignidade de “Coisa”; o debate entre Concretismo e Neoconcretismo no Brasil.


  • 28 JUN | PSICANÁLISE E ARTE NO SÉCULO XXI
    A psicanálise como processo de criação de si; arte conceitual, minimalismo e experimentalismo; a clínica das pequenas percepções e a análise do encontro “analista-analisante”; arte, meios de comunicação de massa e participação do espectador (Judd, Kosuth, Lygia Clark, Hélio Oiticica, Kaprow, Muntadas, Waltércio Caldas e Cildo Meireles).


ministrado por


  • Eduardo Rozenthal

    Psicanalista. Membro Titular da Associação Portuguesa de Psicanálise e Psicoterapia Psicanalítica. Mestre em Teoria Psicanalítica pela UFRJ. Doutor em Saúde Coletiva pela UERJ. Professor do Curso de Especialização em Psicanálise da USU. Professor Visitante na Universidade da Califórnia em Berkeley. Co-organizador do livro Psicanálise: uma prática teorizada e autor de O ser no gerúndio: corpo e sensibilidade na psicanálise, ambos pela Companhia de Freud.

  • Ricardo Basbaum

    Artista e escritor, participa regularmente de exposições e projetos desde 1981. Participou da 30ª e da 25ª Bienal de São Paulo (2012 e 2002), da Bienal de Kiev (2015), da 7ª Bienal de Xangai (2009) e da Documenta 12 (2007), entre outras exposições coletivas. Em 2014, realizou a individual nbp-etc: escolher linhas de repetição (Galeria Laura Alvim, Rio de Janeiro). Autor de Manual do artista-etc. Desde 2016 é professor do IACS/UFF.