Revisitando os mitos e o trágico da Grécia antiga


ISABELA FERNANDES

De 03 a 24 de outubro - Terças-feiras - das 17h às 19h - 4 encontros

Charles André van Loo - Jason and Medea, 1759.

O drama trágico, que surgiu na democracia de Atenas no século V a.C., elaborou uma releitura dos mitos da tradição grega mais arcaica. Inseridos na poesia dos trágicos, eles ganharam outras significações a partir de um novo foco político e inquiridor.

Esse curso pretende apresentar as origens e a função da tragédia na democracia ateniense, apresentando três textos clássicos como exemplos das novas conotações do mito incorporado ao drama: Prometeu acorrentado, de Ésquilo, Édipo-Rei, de Sófocles, e Medeia, de Eurípides.

INSCRIÇÃO ONLINE
Valor R$ 400,00

INSCREVA-SE AQUI

Conheça as formas de pagamento e a
política de cancelamento

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 03 OUT | 1. AS ORIGENS E A FUNÇÃO DA TRAGÉDIA NA DEMOCRACIA ATENIENSE


  • 10 OUT | 2. O MITO DE PROMETEU, DE ÉSQUILO, E A EMANCIPAÇÃO DOS HOMENS


  • 17 OUT | 3. O HERÓI TRÁGICO E A QUESTÃO DO ARBÍTRIO NA TRAGÉDIA ÉDIPO-REI, DE SÓFOCLES


  • 24 OUT | 4. AS SOMBRAS DA MULHER E A PÓLIS NA TRAGÉDIA MEDEIA, DE EURÍPIDES


ministrado por


  • ISABELA FERNANDES

    Professora de Letras Clássicas e de História Antiga na PUC-Rio e nos cursos de pós-graduação em Psicologia Junguiana na Universidade Estácio de Sá e na PUC-Rio. Doutora em Literatura pela PUC-Rio. Membro honorário do Instituto Junguiano do Rio de Janeiro. É coautora do livro A vida, a morte e as paixões no mundo antigo e autora do livro de poesia Linho de urtigas.

INSCREVA-SE AQUI