UMA HISTÓRIA DO IRÃ

DAS REFORMAS MONÁRQUICAS À REPÚBLICA ISLÂMICA (SÉCULOS XIX-XXI)


Paulo Gabriel Hilu

De 01 a 22 de março - Quintas-feiras - das 19h30 às 21h30 - 4 encontros

O curso propõe uma reflexão sobre a constituição do Irã contemporâneo. Para tanto, serão analisadas as reformas modernizadoras iniciadas pela monarquia Qajar, no século XIX, passando pelo projeto autoritário da dinastia Pahlevi, no século XX, até as transformações culturais e sociais sob a República Islâmica (séculos XX e XXI). Propõe ainda abordar a sociedade iraniana em sua complexidade, iluminando os fatos da política a partir dos processos culturais que os moldaram em seu contexto histórico.

INSCRIÇÃO ONLINE
Valor R$ 480,00

INSCREVA-SE AQUI

Conheça as formas de pagamento e a
política de cancelamento

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 01 MAR | A MODERNIZAÇÃO QAJAR E A MONARQUIA PAHLEVI

    As reformas modernizadoras e a crise da monarquia Qajar (séculos XIX ao XX); a Revolta do Tabaco e a Revolução Constitucionalista: o clero xiita e a política; o fim da dinastia Qajar e a instauração da dinastia Pahlevi (1925); a modernização autoritária e o anti-imperialismo de Reza Shah (1925-1941).


  • 08 MAR | REZA PAHLEVI E A CONSTRUÇÃO DO “IRÃ MODERNO”

    O reinado de Muhammad Reza Pahlevi; a “Revolução Branca” (1963-1978); cultura e sociedade no Irã de Pahlevi: oposição dos intelectuais à “ocidentoxicação”, xiismo social e Islã político; os limites da modernização autoritária; o processo revolucionário.


  • 15 MAR | A REPÚBLICA ISLÂMICA E SUA REVOLUÇÃO CULTURAL

    O estabelecimento da República Islâmica (1979-1981); a “islamização” das instituições e o controle da sociedade; a Guerra Irã-Iraque (1980-1988): a ascensão do cidadão-mártir; a consolidação e a República Pós-Khomeini (1989-1996); transformações sociais e culturais das gerações pós-revolucionárias (modernização, urbanização, individualismo, novas religiosidades, secularização).


  • 22 MAR | O IRÃ CONTEMPORÂNEO: UMA POTÊNCIA REGIONAL EM TRANSFORMAÇÃO

    O reformismo e seus limites (1996-2005); o cinema iraniano: espaço de expressão das transformações culturais; Ahmadinejad e as massas na política (2006-2013); uma potência regional ascendente (Iraque, Síria); tensões externas (EUA e Israel) e transformações internas; os caminhos pós-revolucionários.


ministrado por


  • Paulo Gabriel Hilu

    Formado em História pela UFF, onde fez mestrado. Doutor em Antropologia pela Universidade de Boston (EUA). Professor do Departamento de Antropologia da UFF, no qual dirige o Núcleo de Estudos sobre o Oriente Médio. Autor de Islã, religião e civilização: uma abordagem antropológica, entre outros livros. Coautor de Ethnographies of Islam: Ritual Performances and Everyday Practices.

INSCREVA-SE AQUI