Busca

     

Resultado



A ARQUITETURA DA DINASTIA BERNARDES


Sergio, Claudio e Thiago Bernardes são membros de uma dinastia sui generis na arquitetura brasileira. O avô, Sergio, ganhou destaque por seus inúmeros projetos de casa que aliavam a simplicidade carioca e o luxo. O pai, Claudio, junto com Paulo Jacobsen, resgatou, nos anos 80, a tradição arquitetônica nacional, reformulando a casa brasileira ao utilizar elementos da oca indígena, do estilo colonial português e dos preceitos modernistas. O neto, Thiago, segue pela mesma trilha de criatividade de seus antecessores na arquitetura, tendo, ainda, escrito o roteiro de um documentário sobre a vida de Sergio. Somados, os integrantes do clã Bernardes desenvolveram cerca de mil projetos arquitetônicos, com destaque para o Pavilhão de São Cristóvão e o MAR – Museu de Arte do Rio, ambos no Rio de Janeiro, além do mastro da Praça dos Três Poderes, em Brasília.

A CASA DO SABER RIO O GLOBO convida o arquiteto Miguel Pinto Guimarães, que conviveu com as três gerações da família Bernardes, para uma série de conversas com experts sobre o legado dessa dinastia e as alterações que ela provocou no jeito carioca de morar.



HISTÓRIA DA ARTE NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XX E NO SÉCULO XXI


Esse curso pretende oferecer um panorama sobre a arquitetura e a escultura dos séculos XX e XXI, além de uma discussão sobre a história da arte ocidental na segunda metade do século XX e no século XXI. Serão apresentados os trabalhos dos principais arquitetos dessa época, de Frank Lloyd Wright e Le Corbusier até seus seguidores. Também serão vistos a multiplicidade no mundo da escultura, de Brancusi a Ron Mueck, e os múltiplos movimentos artísticos pós-Segunda Guerra Mundial. Diferentes das vanguardas, mas influenciadas por elas, essas linguagens artísticas tiveram características particulares que serão analisadas.