Busca

     

Resultado



A BÍBLIA: UMA FONTE INESGOTÁVEL DA LITERATURA


O curso abordará três versões literárias de conhecidas lendas bíblicas e uma do Evangelho inteiro, para mostrar em que medida essas obras diferem da narrativa original, desvendando as convergências entre o sagrado e o profano e mensurando os resultados surgidos desse rico diálogo entre literatura e Bíblia.



PARANGOLÉS, BICHOS E BALÉS – A ARTE NEOCONCRETA BRASILEIRA


O período remonta ao final dos anos 1950. Tendências construtivistas e positivistas tomam o país, provocando rebuliço no seio das artes plásticas brasileiras. Preocupados com o tom técnico-científico da época, artistas como Lygia Clark, Ferreira Gullar e Lygia Pape assinam o Manifesto Neoconcreto e dão início a um movimento de ruptura e reencontro artístico com a subjetividade. Era a vez da liberdade de experimentação e materialidade do ritmo do neoconcretismo.

A pintura ganha novos voos com a linha orgânica de Lygia Clark e as formas e cores conquistam o espaço e rompem a distância entre o observador e a obra nos Bólides e Parangolés de Hélio Oiticica e no Balé Neoconcreto, de Pape.

Neste encontro, revisitaremos o projeto neoconcretista e a contribuição de três dos maiores nomes que mobilizaram as vanguardas artísticas e políticas do país nos anos 1960.



ESTRATÉGIAS DE NEGOCIAÇÃO & GESTÃO DE CONFLITOS


Negociações e conflitos fazem parte do dia a dia, tanto no ambiente pessoal quanto no corporativo. Desde pequenas concessões a filhos e cônjuges até grandes acordos empresariais dependem de habilidades essenciais, que vão muito além de táticas de barganha. Muitos evitam negociar por se sentirem inseguros ou por acharem que precisarão escolher entre buscar um bom resultado ou manter o relacionamento. Acabam desperdiçando boas oportunidades de colaborar com o outro e de encontrar soluções criativas, que poderiam deixar ambos os lados mais satisfeitos do que imaginavam, inclusive fortalecendo a relação.

Esse curso visa mudar a forma como os participantes enxergam a negociação, quebrando o mito de que é preciso ser durão para conseguir bons acordos e de que a colaboração entre adversários é utópica. Através de conteúdo prático, estudos de caso e intensas discussões, os participantes sairão mais seguros para estruturar estratégias adequadas a diversos cenários, preparar-se de forma eficiente e rápida para cada negociação, criar empatia, lidar com diferentes perfis de negociadores e utilizar corretamente táticas de negociação.

 


Tópicos que serão abordados neste workshop:

CRIAÇÃO DE VALOR E PREPARAÇÃO
Abordagem na negociação (transacional x colaborativa); criação de valor; preparação (mapeamento das partes, interesses, alternativas); exemplos e estudos de caso.

EMPATIA, COMUNICAÇÃO E EMOÇÕES
Empatia, conexão entre as partes; identificação do perfil do interlocutor; gestão de conflitos (lidando com emoções e pessoas difíceis); exemplos e estudos de caso.

PERSUASÃO E TÁTICAS DE NEGOCIAÇÃO
Persuasão; escolha de níveis de ancoragem; táticas na mesa de negociação; exemplos e estudos de caso.

 



A CULPA É DO RIO!


Ex-colônia, vice-reino, sede de um império europeu – situação inédita na História – e capital da República. Desde a sua fundação, no século XVI, o Rio de Janeiro protagonizou e participou dos mais importantes ciclos e fenômenos sociais e econômicos do Brasil, da exploração do pau-brasil à Bossa Nova. Isso lhe rendeu projeção internacional, bem como a seus habitantes, seu estilo de vida e a moda local. A cidade, com sua originalidade e particularidades, muitas das quais forjadas a partir de elementos estrangeiros, sempre esteve no radar do mundo, contribuindo de forma notável na construção da moda nacional.

A proposta deste encontro é, através de uma viagem no tempo, descobrir curiosidades, resgatar acontecimentos e fatos marcantes, conhecer personagens emblemáticos e suas ricas contribuições para o repertório do vestir local e fazer a costura entre passado e presente da moda carioca, gênese da moda nacional, hoje considerada referência no país e no exterior.



MITOLOGIA E ARTE | HADES


A mitologia grega serviu de tema e reflexão para diversos pintores e escultores em vários momentos da história. Este ciclo analisa os mitos sob a ótica de artistas como Gustav Klimt, Diego Velázquez, Michelangelo, Salvador Dalí e tantos outros. A cada aula abordaremos um mito, que será narrado e depois ilustrado através de imagens emblemáticas produzidas em diferentes épocas.

Nesse encontro será apresentado Hades - o mito de Deméter e Perséfone através mármores gregos e romanos, pinturas cerâmicas gregas, e Michelangelo, Giorgione, Luca Giordano, Bernini, Rembrandt, Watteau, Dante Gabriel Rossetti, Delacroix, Rodin, Dalí..


AULA AVULSA: R$ 120
6 AULAS*: R$ 600
*Para a compra do pacote de seis aulas, entre em contato pelo telefone (21) 2227-2237.

Veja os demais encontros do ciclo em:

09 AGO | ZEUS E HERA
16 AGO | DIONISO
23 AGO | ATENAS – O MITO DE PERSEU E MEDUSA
06 SET | AFRODITE – O MITO DE EROS E PSICHÉ
13 SET | POSEIDON – O MITO DO MINOTAURO

 



CINECLUBE | KAGEMUSHA – A SOMBRA DO SAMURAI , DE AKIRA KUROSAWA


O cineclube da CASA DO SABER RIO oferece aos interessados a oportunidade de assistirem a filmes clássicos e contemporâneos seguidos por debates conduzidos pelo curador e crítico de cinema Filippo Pitanga.

Em sua terceira edição, daremos continuidade ao tema Palma de Ouro. Apresentaremos outros três vencedores da premiação, abordando com maiores detalhes a linguagem de cada um e as razões para o sucesso de público e crítica.

Nesse encontro assistiremos Kagemusha – A Sombra do Samurai, de Akira Kurosawa, a obra-prima que dividiu o prêmio em 1980, do saudoso mestre Akira Kurosawa, analisada 20 anos após o falecimento de seu cultuado diretor.



MITOLOGIA E ARTE | ATENAS


A mitologia grega serviu de tema e reflexão para diversos pintores e escultores em vários momentos da história. Este ciclo analisa os mitos sob a ótica de artistas como Gustav Klimt, Diego Velázquez, Michelangelo, Salvador Dalí e tantos outros. A cada aula abordaremos um mito, que será narrado e depois ilustrado através de imagens emblemáticas produzidas em diferentes épocas.

Nesse encontro será apresentado Atenas - o mito de Perseu e Medusa através dos mármores gregos e romanos, de Bernini, Boucher, Canova, Waterhouse, Klimt, Camille Claudel..


AULA AVULSA: R$ 120
6 AULAS*: R$ 600
*Para a compra do pacote de seis aulas, entre em contato pelo telefone (21) 2227-2237.

Veja os demais encontros do ciclo em:

09 AGO | ZEUS E HERA
16 AGO | DIONISO
30 AGO | HADES – O MITO DE DEMÉTER E PERSÉFONE
06 SET | AFRODITE – O MITO DE EROS E PSICHÉ
13 SET | POSEIDON – O MITO DO MINOTAURO

 



MITOLOGIA E ARTE | DIONISO


A mitologia grega serviu de tema e reflexão para diversos pintores e escultores em vários momentos da história. Este ciclo analisa os mitos sob a ótica de artistas como Gustav Klimt, Diego Velázquez, Michelangelo, Salvador Dalí e tantos outros. A cada aula abordaremos um mito, que será narrado e depois ilustrado através de imagens emblemáticas produzidas em diferentes épocas.

Nesse encontro será apresentado Dionisio através dos mármores gregos e romanos e das pinturas de Guido Renni, Gustave Moreau, Caravaggio, Velázquez, Rubens, Brecheret, Tiziano, entre outros.


AULA AVULSA: R$ 120
6 AULAS*: R$ 600
*Para a compra do pacote de seis aulas, entre em contato pelo telefone (21) 2227-2237.

Veja os demais encontros do ciclo em:

09 AGO | ZEUS E HERA
23 AGO | ATENAS – O MITO DE PERSEU E MEDUSA
30 AGO | HADES – O MITO DE DEMÉTER E PERSÉFONE
06 SET | AFRODITE – O MITO DE EROS E PSICHÉ
13 SET | POSEIDON – O MITO DO MINOTAURO

 



UM BREVE PANORAMA DA MODA ATRAVÉS DOS SEUS ÍCONES DE ESTILO


O ritmo frenético em que a moda necessariamente opera, sua natureza efêmera e a busca pelo novo geram um ambiente fértil para que alguns indivíduos se transformem em referências de estilo. Maria Antonieta, Chanel ou David Bowie marcaram época e continuam influenciando o comportamento e alimentando o imaginário da moda. Neste curso, será apresentado um olhar através de criadores, agitadores e figuras que marcaram o momento histórico desde o surgimento da moda ocidental como um rígido protocolo social, passando pela sua fluidez e o aparecimento de subculturas urbanas até a sua recente crise de identidade e a proliferação de novos discursos.