Busca

     

Resultado



CINECLUBE | TOMATES VERDES FRITOS (1991)


Se a gente não pode ir até o cinema, o cinema vem até nós! A CASA DO SABER RIO traz os filmes de volta para a pauta neste período online e transforma o tradicional Cineclube numa versão Cinema em Casa. Nós damos a dica do filme do mês e indicamos onde pode ser encontrado, e depois nos reunimos online para debater.

Neste encontro vamos apresentar o filme Tomates Verdes Fritos (1991), de Jon Avnet. O filme situa a história tanto geográfica quanto temporalmente através do regionalismo da trilha e da diferença de períodos históricos no filme, dividido entre passado e presente, para falar sobre a emancipação de personagens femininas.

> Esta palestra faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) acontece no dia 13 DE NOVEMBRO, ÀS 19H.
>>> Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o link, o código e a senha de acesso à sala virtual.

 


 



CINECLUBE | TRÊS HOMENS EM CONFLITO (1966)


Se a gente não pode ir até o cinema, o cinema vem até nós! A CASA DO SABER RIO traz os filmes de volta para a pauta neste período online e transforma o tradicional Cineclube numa versão Cinema em Casa. Nós damos a dica do filme do mês e indicamos onde pode ser encontrado, e depois nos reunimos online para debater.

Neste encontro vamos apresentar vamos apresentar o filme Três Homens Em Conflito (1966), de Sergio Leone, um verdadeiro clássico com Clint Eastwood, que estava no auge de sua fama de galã. O filme tem a trilha sonora do mestre dos mestres Ennio Morricone, que mostra como criar personalidade e conflito em personagens de poucas falas apenas a partir da música que transborda para a fotografia.

VEJA AQUI A PRÓXIMA EDIÇÃO DO CINECLUBE:

09 NOV | TOMATES VERDES FRITOS (1991), DE JON AVNET 
Inscreva-se aqui

> Esta palestra faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) acontece no dia 08 DE OUTUBRO, ÀS 17H.
>>> Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o link, o código e a senha de acesso à sala virtual.

 


 



CINECLUBE | O HOMEM QUE SABIA DEMAIS (1956)


Se a gente não pode ir até o cinema, o cinema vem até nós! A CASA DO SABER RIO traz os filmes de volta para a pauta neste período online e transforma o tradicional Cineclube numa versão Cinema em Casa. Nós damos a dica do filme do mês e indicamos onde pode ser encontrado, e depois nos reunimos online para debater.

Nesse encontro vamos apresentar o filme O Homem Que Sabia Demais (1956), de Alfred Hitchcock, mestre do suspense, que incluiu a música de inúmeras formas na trama, seja na famosa canção Que Sera, sera, na voz de Doris Day, ao clímax da cena de assassinato no final do filme em meio à orquestra sinfônica.

VEJA AQUI AS PRÓXIMAS EDIÇÕES DO CINECLUBE:

05 OUT | TRÊS HOMENS EM CONFLITO (1966), DE SERGIO LEONE 
Inscreva-se aqui

09 NOV | TOMATES VERDES FRITOS (1991), DE JON AVNET 
Inscreva-se aqui

> Esta palestra faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) acontece no dia 16 DE SETEMBRO, ÀS 17H.
>>> Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o link, o código e a senha de acesso à sala virtual.



UMA INTRODUÇÃO AO EXISTENCIALISMO


Os horrores das sucessivas guerras no século XX lançaram a Europa a um estado de estupefação. Essa catástrofe resultou na formação de um pensamento filosófico que questionava as raízes da condição humana: seu sentido, seus propósitos, suas possibilidades de redenção. Ao colocarem foco na própria noção de “existência” (humana, bem entendido), o Existencialismo se tornou mais do que uma corrente da Filosofia e da Literatura. Foi também um movimento cultural e, mesmo, um fenômeno pop que inspirou desde obras cinematográficas até canções de rock. Sua influência se faz sentir ainda hoje, com desdobramentos na ética, na política, na estética e na religião.

O curso vai explorar as várias facetas desse movimento a partir de aulas expositivas e propostas de leituras literárias e filosóficas, de autores como Søren Kierkegaard (1813-1855), Fiódor Dostoiévski (1821-1881), Jean-Paul Sartre (1905-1980), Simone de Beauvoir (1908-1986) Albert Camus (1913-1960), Thomas Nagel (1937 -) e David Benatar (1966 -).

​> Este curso faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) acontece nos dias 04, 11 E 18 DE SETEMBRO, ÀS 22H.
>>> Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o link, o código e a senha de acesso à sala virtual.

 



CINECLUBE | SELMA (2014)


Se a gente não pode ir até o cinema, o cinema vem até nós! A CASA DO SABER RIO traz os filmes de volta para a pauta neste período online e transforma o tradicional Cineclube numa versão Cinema em Casa. Nós damos a dica do filme do mês e indicamos onde pode ser encontrado, e depois nos reunimos online para debater.

Neste encontro vamos apresentar o filme Selma (2014), que fala sobre a luta por direitos igualitários na sociedade a partir da vida de Martin Luther King, ganhador do Oscar de melhor canção original de John Legend e Common.

VEJA AQUI AS PRÓXIMAS EDIÇÕES DO CINECLUBE:

11 SET | O HOMEM QUE SABIA DEMAIS (1956), DE ALFRED HITCHCOCK 
Inscreva-se aqui

16 OUT | TRÊS HOMENS EM CONFLITO (1966), DE SERGIO LEONE 
Inscreva-se aqui

27 NOV | TOMATES VERDES FRITOS (1991), DE JON AVNET 
Inscreva-se aqui

> Esta palestra faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) acontece no dia 10 DE AGOSTO, ÀS 17H.
>>> Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o link, o código e a senha de acesso à sala virtual.

 


 



CINECLUBE |  LA LA LAND (2016)


Se a gente não pode ir até o cinema, o cinema vem até nós! A CASA DO SABER RIO traz os filmes de volta para a pauta neste período online e transforma o tradicional Cineclube numa versão Cinema em Casa. Nós damos a dica do filme do mês e indicamos onde pode ser encontrado, e depois nos reunimos online para debater.

Vamos iniciar com o novo clássico musical La La Land, de Damien Chazelle, que gerou muita polêmica no Oscar de 2017. Por engano, o filme recebeu dos apresentadores Warren Beatty e Faye Dunaway, o prêmio principal da noite. Mas logo depois, ao verificarem o grave erro, os dois retificaram o anúncio, repassando a estatueta para o verdadeiro vencedor. Confira porque o filme foi consagrado em inúmeras outras categorias por homenagear a Hollywood clássica e quantas referências podemos encontrar de seus musicais favoritos

VEJA AQUI AS PRÓXIMAS EDIÇÕES DO CINECLUBE:

03 AGO | SELMA (2014), DE AVA DUVERNAY 
Inscreva-se aqui

14 SET | O HOMEM QUE SABIA DEMAIS (1956), DE ALFRED HITCHCOCK 
Inscreva-se aqui

05 OUT | TRÊS HOMENS EM CONFLITO (1966), DE SERGIO LEONE 
Inscreva-se aqui

09 NOV | TOMATES VERDES FRITOS (1991), DE JON AVNET 
Inscreva-se aqui

> Esta palestra faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) acontece no dia 20 DE AGOSTO, ÀS 19H.
>>> Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o link, o código e a senha de acesso à sala virtual.

 


 



A VIDA ARTÍSTICA E CULTURAL NA PARIS DOS ANOS 1920


O que James Joyce (1882-1941), F. Scott Fitzgerald (1896- 1940), Pablo Picasso (1881- 1973), Wassily Kandinsky (1866- 1944) e Ernest Hemingway (1899-1961) tem em comum? A cele-bridade em torno de suas obras e o fato de terem vivido os anos 1920 em Paris, ao qual nós também somos frequentemente transportados, seja pela arte desses grandes artistas, seja pelo imaginário construído pela indústria cinematográfica a respeito desse período. A visão bastante difundida de que a Paris desses tempos “era uma festa” tende a provocar alguns esquecimentos, como o de que vivia-se na Europa dos anos 1920 os primeiros momentos de um delicado pro-cesso de reconstrução social, econômica e de valores, após o fim do conflito bélico mais violen-to e mais marcante já ocorrido no continente europeu: a 1ª Guerra Mundial.

Entre a história e a memória, entre o imaginário mítico e a dura realidade, seremos reconduzidos a esses anos marcantes da primeira metade do século XX parisiense, guiados pela literatura, pelas obras de arte e também pela palavra de alguns dos especialistas no assunto. Sairemos des-sa experiência com uma visão mais densa sobre esses anos de criatividade, de riqueza e de hor-ror numa cidade que era, e ainda é, uma das maiores capitais artísticas do mundo.

>>> Esta palestra faz parte da programação online da CASA DO SABER RIO via Zoom. Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o código e a senha de acesso à sala virtual.

 



CINECLUBE | CARMEN MIRANDA: BANANA IS MY BUSINESS (1995), DE HELENA SOLBERG


O cineclube da CASA DO SABER RIO oferece aos interessados a oportunidade de assistir a filmes clássicos e contemporâneos seguidos por debates conduzidos pelo curador e crítico de cinema Filippo Pitanga.

Nesta edição, dando sequência aos musicais, nada melhor do que estourar uma garrafa de champanhe, cantar e dançar com os grandes clássicos, revendo a sua importância para a história do cinema. Acompanharemos a ascensão, a queda e o retorno triunfal das produções musicais em Hollywood, que, neste novo milênio, voltaram a ocupar o seu merecido status de grandeza.

​Nesse encontro, vamos celebrar o Carnaval com a maior representante do samba nos musicais de Hollywood: Carmen Miranda. Premiado internacionalmente, o documentário Carmen Miranda: Banana is my Business (91 min) concentra as principais cenas da artista ao longo de sua carreira estelar.



AND THE OSCAR GOES TO...


Saber mais sobre a premiação do Oscar também significa acompanhar o momento sócio-político, histórico e cultural de cada região representada pelos indicados da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Significa igualmente entrar em contato, pelas lentes do glamour e do prestígio, não apenas com os filmes já laureados em quase 100 anos de história, mas também com as obras esnobadas pela Academia.

Ao longo de três encontros, falaremos um pouco sobre a história recente do cinema, com as atenções voltadas para o final desta década e a próxima edição do prêmio, que acontecerá em 09 de fevereiro de 2020. Serão destacados os momentos de glória e – e os momentos nem tão gloriosos assim –, os indicados, e o que eles simbolizam para o cinema na contemporaneidade. Além disso, vamos debater sobre os ganhadores e os injustiçados na 91ª Cerimônia do Oscar.

Fale conosco