Busca

     

Resultado



FORA DA CURVA: LIÇÕES DE UMA ULTRACICLISTA NA BUSCA POR RESULTADOS


Daniela Genovesi é imparável! A ciclista brasileira conquistou este ano o bicampeonato da Race Across America (RAAM), a mais dura prova de ultraciclismo do mundo. São cerca de 4 mil km cumpridos no tempo de 10 dias, 17 horas e 59 minutos. Daniela, vencedora da RAAM em 2009, ganhou o título nas categorias solo feminino e 50-59 anos. As competições das quais participa exigem muito mais que força física. É preciso planejamento, treino e, sobretudo, preparação psicológica.

Nesse encontro, a CASA DO SABER RIO recebe a ciclista para uma conversa sobre garra, trabalho em equipe, disciplina e consistência na busca por resultados.



LIDERANÇA NA CONTEMPORANEIDADE: DESAFIOS DO LÍDER AUTÊNTICO


Liderar pessoas, equipes e organizações é fundamental para a ascensão profissional. Indivíduos com essa competência se posicionam melhor hierarquicamente e conseguem maior remuneração. A liderança pode ser entendida como um processo de influência sobre indivíduos paro o alcance de determinados propósitos. Por conta desta capacidade, tal poder de influenciar pessoas deve ser usado com grande responsabilidade. Líderes autênticos, diferentemente dos líderes tóxicos, agem com sabedoria no manejo de recursos diversos.

Nesse encontro, serão abordados, entre outras questões:

- Diferenças entre poder e liderança;
- Como se dá o aumento do poder;
- O bom e mal uso do poder;
- O principal papel do líder;
- A confiança com peça-chave da liderança;
- O líder tóxico e o autêntico;
- Capacidade de controle não é absoluta;
- A manipulação de pessoas e recursos;
- Comportamento antiético de líderes de sucesso;



ENTRE A COMPETÊNCIA E O AUTOCUIDADO: UMA CONVERSA SOBRE SUPERAÇÃO E SENSIBILIDADE


Referência em oncologia no Brasil e no mundo, o médico Daniel Tabak habituou-se a lidar com situações-limite e com a linha tênue entre a vida e a morte. Ao longo de 40 anos de profissão, foram muitos os casos dramáticos de pacientes, mas também várias as recuperações extraordinárias. Considerado por muitos como um “herói”, procura priorizar o paciente em vez da doença, estreitando, assim, relações de humanidade com aqueles que o procuram na difícil luta contra o câncer. Mas mesmo os heróis podem fraquejar, e, no caso de Tabak, não foi diferente.

Em 2011, ano em que perdeu dois pacientes estimados para doenças terminais agressivas, deparou-se com um período de esgotamento pessoal. Esse momento difícil impulsionou-o a embarcar em uma aventura pelo Monte Kilimanjaro, no norte da Tanzânia, o ponto mais alto da África. Diante de mais uma situação extrema, foi capaz de refletir sobre limites, coragem, otimismo e autocuidado.

Nesse encontro, Tabak recebe os alunos da CASA para uma conversa sobre sua jornada no Monte Kilimanjaro. Ele compartilha como essa experiência, somada à sua trajetória profissional, ensinou-lhe sobre superação de desafios, sensibilidade e enfrentamento de crises.



LIBERDADE, FELICIDADE E F#DA-SE: AS PERGUNTAS E AS RESPOSTAS PARA VIVER MAIS FELIZ


Você já ouviu falar na curva da felicidade? Você já fez uma faxina na sua vida? Gostaria de ser mais leve? Sabe rimar liberdade com felicidade? Tem medo de envelhecer? Sabe o que vai fazer e ser quando envelhecer? Pesquisas realizadas por economistas em 80 países, com mais de 2 milhões de pessoas, encontraram um padrão constante: as pessoas mais felizes são as mais jovens e as mais velhas, e as menos felizes são as que estão entre 40 e 50 anos. A partir desse dado, a antropóloga Mirian Goldenberg saiu a campo e comprovou que o mesmo acontece no Brasil. Neste encontro na CASA DO SABER RIO, Mirian recebe a jornalista Mariliz Pereira para uma conversa sobre os desafios e projetos para uma vida mais livre e mais feliz. Afinal, quem não está procurando ser feliz ainda nesta vida?



É POSSÍVEL TER A COLABORAÇÃO DOS FILHOS SEM AMEAÇA OU VIOLÊNCIA?


A criação dos filhos pode ser um lugar em que haja empatia e limites simultaneamente. Compreender o que está por trás do mau comportamento das crianças é uma habilidade que pode ser aprendida, de forma a fomentar uma mudança. Da mesma maneira, é possível falar com o seu filho de modo que ele se sinta ouvido e compreendido.

Esse encontro, voltado para mães, pais e cuidadores, tem como objetivo mostrar que é possível conquistar a colaboração de nossos filhos, sem fazer uso da ameaça ou uso da força, apresentando um novo olhar para a parentalidade e mostrando como ela ajuda a ampliar os laços familiares, podendo fortalecer a conexão entre mães, pais e filhos.



COMUNICAÇÃO NÃO-VIOLENTA: REVOLUCIONANDO OS RELACIONAMENTOS PESSOAIS E PROFISSIONAIS


Neste encontro, serão apresentadas técnicas de comunicação altamente eficazes, ensinadas em mais de 100 países e com resultados comprovados. Tais ferramentas fomentam diálogos construtivos, confiança, empatia, cooperação e contribuem para a preservação das relações interpessoais. Entre os temas abordados, destacam-se: os princípios básicos da Comunicação Não-Violenta, o uso consciente da linguagem e da empatia, a importância de saber ouvir além das palavras, a identificação de necessidades por trás dos comportamentos e a formulação de diálogos construtivos.



CONVERSANDO EM FAMÍLIA: ESTAMOS PERDENDO ESSA HABILIDADE?


Somos seres relacionais, ou seja, é da nossa natureza trocar com outras pessoas. A partir desse fato, surge a proposta deste encontro que é a de conversarmos sobre como as mudanças culturais e tecnológicas vêm afetando diretamente o processo de conversar em família. Afinal, gravar áudios e ouvi-los é o mesmo que conversar?



SELFIE, LOGO EXISTO: COMO SOMOS AFETADOS PELA HIPERCONECTIVIDADE?


Que efeitos sobre a imagem de si podem ser observados quando se vive sob o olhar absoluto das câmeras? Qual a influência das redes sociais e quais as características das novas gerações que nasceram imersas no mundo das ferramentas digitais? Diante do declínio da intimidade e da reiteração da própria imagem em selfies, é necessário estudar quais as possíveis soluções para um mundo em que as relações virtuais substituem, aos poucos, as relações entre os corpos. Neste encontro, faremos uma reflexão sobre como a revolução digital e a hiperconectividade vêm nos afetando nos últimos 20 anos.

PARCERIA



MINDFULNESS, CIÊNCIA E BEM-ESTAR PSICOLÓGICO


Por que meditar? Meditação e Mindfulness é a mesma coisa? Quais as principais descobertas científicas sobre estas práticas? Dentre as evidências científicas favoráveis à prática de Mindfulness podemos destacar o alívio dos sintomas de stress e depressão, o controle dos pensamentos ruminativos e negativos, a melhora da atenção, o desenvolvimento da empatia, entre outros. Nesta palestra, vamos de encontro a tais evidências científicas, destacando aquelas que resultam na sensação de bem-estar psicológico e equilíbrio emocional.