Busca

     

Resultado



COMUNICAÇÃO NÃO-VIOLENTA: UMA ABORDAGEM PARA FACILITAR A FORMA COMO CONDUZIMOS SITUAÇÕES DIFÍCEIS


A Comunicação Não Violenta (CNV) é uma abordagem que facilita a condução de conversas difíceis. Ao buscar o que chamamos de Zona de Possível Acordo (ZOPA), é possível enxergar o que está por trás dos julgamentos, críticas e estereótipos que ouvimos ou fazemos a respeito de outros e outras. A CNV explora o conceito de "necessidades humanas" como elemento de aproximação e empatia nas conversas.

Este procedimento acredita que a maioria dos conflitos entre indivíduos ou grupos surge da falta de comunicação: em vez de dialogar sobre suas necessidades humanas, costuma-se lançar mão de uma linguagem coerciva ou manipuladora, que visa induzir medo, culpa, vergonha, e assim por diante. Modos "violentos" de comunicação, quando usados durante um conflito, desviam a atenção dos participantes, que, por sua vez, acabam não esclarecendo seus sentimentos, suas percepções e seus pedidos, perpetuando o confronto.

Seja em uma organização, uma escola ou um movimento social, a CNV ajuda no desenvolvimento de uma nova abordagem baseada em alcançar as necessidades de todos os atores envolvidos. A ideia é alimentar a vida e o bem-estar, criando um canal claro de expressão capaz de transformar os conflitos em suas raízes.



COMUNICAÇÃO NÃO-VIOLENTA: REVOLUCIONANDO OS RELACIONAMENTOS PESSOAIS E PROFISSIONAIS


Neste encontro, serão apresentadas técnicas de comunicação altamente eficazes, ensinadas em mais de 100 países e com resultados comprovados. Tais ferramentas fomentam diálogos construtivos, confiança, empatia, cooperação e contribuem para a preservação das relações interpessoais. Entre os temas abordados, destacam-se: os princípios básicos da Comunicação Não-Violenta, o uso consciente da linguagem e da empatia, a importância de saber ouvir além das palavras, a identificação de necessidades por trás dos comportamentos e a formulação de diálogos construtivos.



COMUNICAÇÃO NÃO-VIOLENTA: O QUE ISSO TEM A VER COM O MUNDO CORPORATIVO?


O mundo atual exige líderes capazes de guiar e motivar suas equipes, criando um ambiente onde todos cooperem entre si para atingir objetivos comuns. Pesquisas realizadas pelo expert em neurociência e neuroeconomia Paul Zak e publicadas na revista Harvard Business Review mostram que funcionários de empresas que fomentam uma relação de confiança entre eles são 50% mais produtivos, 74% menos estressados e 76% mais engajados. Isso impacta de forma considerável a lucratividade das organizações.

A tarefa, no entanto, não é simples. Mesmo quando bem-intencionados, muitos gestores acabam obtendo resultados insatisfatórios devido a falhas na interação com os funcionários. Isso porque uma fala livre de agressividade e humilhações não é suficiente. Para fomentar diálogos construtivos, confiança, empatia, reuniões mais eficazes e comprometimento com a empresa de forma genuína, são necessárias também mudanças sutis.

Nesse encontro, a especialista em coaching e desenvolvimento de líderes Marie Bendelac Ururahy apresentará os princípios básicos da Comunicação Não-Violenta. A técnica – desenvolvida pelo americano Marshall Rosenberg e aplicada em organizações de todas as naturezas, inclusive na ONU – é capaz de revolucionar os relacionamentos e gerar melhores resultados para os negócios.

*O ciclo ocorre das 13h às 14h30, e os inscritos recebem um lunch box antes de cada encontro.