Busca

     

Resultado



O PAPEL DO ESTADO E O IMPACTO ECONÔMICO DO VÍRUS NO BRASIL


A pandemia da covid-19 trouxe consequências inéditas para a economia global. No Brasil, ela se abateu sobre uma economia que mal havia se recuperado da recessão de 2015-16. Pior. Enquanto os mais pobres ainda sofriam queda em seus rendimentos, o meio e o topo da pirâmide recuperavam-se lentamente. Medidas fiscais substantivas foram adotadas, mas a resposta à crise não exige apenas relaxar regras orçamentárias, e sim repensar o próprio papel do Estado para superar carências históricas que a pandemia tornou cristalinas.

Neste encontro especial, a CASA DO SABER RIO recebe a economista Laura Carvalho para a apresentação de um panorama sobre o impacto econômico do vírus no Brasil, apresentando cinco funções do Estado que a pandemia ajudou a revelar: estabilizador da economia, investidor em infraestrutura física e social, protetor dos mais vulneráveis, provedor de serviços à população e, por fim, empreendedor..

> Esta palestra faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) acontece no dia 10 DE AGOSTO, ÀS 19H.
>>> Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o link, o código e a senha de acesso à sala virtual.



HISTÓRIA CONTEMPORÂNEA DO ORIENTE MÉDIO: POLÍTICA, RELIGIÃO E ECONOMIA


O fim do Império Otomano, em 1923, foi um marco na história da humanidade e deu espaço para a formação do Oriente Médio como conhecemos hoje. A compreensão das relações políticas da região e de sua história recente é indispensável para se ter uma visão geral sobre o mundo contemporâneo, com temas complexos como a formação dos estados moderno, a relação entre religião e política, energia, revoluções e relações entre grupos étnicos.

O curso tem o objetivo de usar a história recente do Oriente Médio como forma de abordar o atual cenário da região.

> Este curso faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) acontece no dia 23, 30 DE JULHO E 06 DE AGOSTO, ÀS 19H.
>>> Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o link, o código e a senha de acesso à sala virtual.



A CONVERSÃO DA MP 936 NA LEI 14.020/20: ALTERAÇÕES E IMPACTOS NO DIREITO DO TRABALHO


Inúmeras Medidas Provisórias foram editadas nos últimos meses e estão impactando diretamente nas relações de emprego, no Direito do Trabalho, na economia e na vida das pessoas. Todas decorrentes do Decreto Legislativo 6/20, que decretou o estado de calamidade pública. Algumas dessas Medidas Provisórias já se transformaram em lei e tiveram suas redações e direitos modificados pelo Congresso Nacional, trazendo ainda mais novidades. O maior bem jurídico que se pretende proteger com toda legislação é a vida, já que o sistema público de saúde não acolhe todos os necessitados.

Nesse encontro, a CASA DO SABER RIO recebe a desembargadora Volia Bomfim Cassar e o especialista em negociação, Breno Paquelet, para apresentar um panorama pormenorizado dos impactos destas medidas no direito do trabalho e o cuidado que se deve ter ao negociar para construir acordos viáveis e não deixar que as emoções atrapalhem potenciais acordos mutuamente satisfatórios. Um espaço para perguntas e respostas será aberto ao final da palestra.

>>> Esta palestra faz parte da programação online e ao vivo da CASA DO SABER RIO. Os inscritos receberão por e-mail no dia da aula o código e a senha de acesso à sala virtual.

 

 



CONSTRUINDO PROPÓSITO E REPUTAÇÃO EM UM MUNDO HIPERCONECTADO


É cada vez mais visível que as mídias sociais trouxeram uma nova dinâmica ao processo de comunicação. Todos os stakeholders estão presentes na grande arena global, trocando informações e percepções sobre as organizações. Este novo contexto desafia as empresas a refletir sobre a sua postura e repensar as suas práticas. Não basta mais uma boa marca ou uma boa campanha publicitária: tudo é instantâneo e possui alcance mundial.

Dentre os alicerces fundamentais para vencer nesta nova realidade, está a habilidade de se comunicar de forma singular e verdadeira com todos os stakeholders, alcançando corações e mentes. Por isso, conceitos como “propósito” e “valor compartilhado” passaram a fazer parte do vocabulário corporativo, não como novos jargões ou modismos, mas sim como parte de um novo patamar exigido pela sociedade. Hoje, as marcas interagem e dialogam com transparência e têm como preocupação central o equilíbrio de todo o seu ecossistema.

Esta orientação estratégica faz com que as marcas sejam percebidas como responsáveis, fortalecendo a sua reputação corporativa e garantindo maior competitividade ao desenvolvimento dos seus negócios.

TÓPICOS ABORDADOS:

• Contexto atual da comunicação e os desafios das organizações;

• a importância da gestão da marca e da reputação no contexto da estratégia corporativa;

• compreensão das demandas da sociedade e o novo papel das organizações dentro da “Economia da Reputação”;

• conceitos de Marketing 3.0: “propósito”, “valor compartilhado” e o conceito de “marcas sustentáveis”;

• conceito e mapeamento de stakeholders;

• a criação de “valor compartilhado a partir da identificação e mapeamento das expectativas dos stakeholders;

• o papel da comunicação organizacional e da influência de terceiros na formação da percepção da marca e da reputação corporativa e a consequente competitividade da organização;

• principais dimensões de avaliação da reputação e respectivos atributos;

• mitigação dos riscos associados à reputação.
 



PANDEMIA E FILOSOFIA: O CORONAVÍRUS DE HOJE E O MUNDO DE AMANHÃ, SEGUNDO BYUNG-CHUL HAN, ACHILLE MBEMBE E DOMENICO DE MASI


Num contexto de pandemia e tendo como ponto de partida a ideia de necropolítica, será que o poder de matar estaria “democraticamente” acessível a todos que defendem a liberdade? Em paralelo, sabemos que apenas o controle em larga escala é capaz de evitar a expansão do vírus, visto que enquanto países asiáticos lutam contra ele tendo em mãos os mais diversos dados sobre sua população, no Ocidente as decisões tardam e o fechamento de fronteiras torna-se palavra de ordem. Mas, isso não traz consigo o desejo pela produtividade e a revitalização de uma sociedade do cansaço? Nesse contexto alguma preguiça ainda é possível? Quais os mundos que nos aguardam num futuro próximo? Quais recursos filosóficos para enfrentarmos um momento que surge como novo marco civilizatório da humanidade?

Diante deste e de outros questionamos e a partir das reflexões filosóficas do sul-coreano Byung-Chul Han, do camaronês Achille Mbembe e do italiano Domenico De Masi, nessa palestra iremos debater alguns dos impactos na política e na economia mundial em tempos de pandemia.

>>> Esta palestra faz parte da programação online da CASA DO SABER RIO via Zoom. Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o código e a senha de acesso à sala virtual.

 



ECONOMIA E POLÍTICA NA DITADURA MILITAR BRASILEIRA


Em 31 de março de 1964, um golpe militar foi deflagrado contra o presidente João Goulart, forçando o exílio de Jango e a chegada ao poder, em 15 de abril do mesmo ano, do general Castello Branco, o primeiro de cinco militares que governariam o país até 1985, ano da redemocratização. Quais os objetivos que motivaram a deposição do governo, eleito legalmente? Que propostas fizeram parte da agenda econômica na gestão militar? A luta contra a “subversão” e “ameaça comunista” foram o gatilho para o golpe?

Nesse encontro especial, a CASA DO SABER RIO recebe a jornalista Miriam Leitão para uma conversa sobre os aspectos políticos e econômicos que marcaram o regime de exceção no país e quais os seus reflexos no Brasil contemporâneo.

 



ECONOMIA PARA TELESPECTADORES: PERGUNTAS QUE VOCÊ SEMPRE QUIS FAZER, MAS NÃO SABIA COMO


Por que os preços sobem? Por qual razão o valor do dólar oscila? Há emprego para todos? Quem determina a taxa de juros? O governo pode gastar mais do que arrecada? Somos expostos diariamente a estes e a outros questionamentos nos noticiários, nas rodas de conversa do trabalho e até no tradicional almoço de domingo em família. Muitas vezes, eles provocam uma série de dúvidas e inseguranças sobre o funcionamento do sistema econômico e sobre como ele impacta as nossas vidas.

Neste curso, somos convidados a um passeio pelos conceitos econômicos fundamentais. Com uma linguagem clara e acessível, a ideia é expor os principais teóricos e correntes de pensamento, estabelecendo um canal direto com os cenários contemporâneos. Serão apresentados e analisados os principais indicadores econômicos – PIB, taxa de juros, taxa de câmbio, inflação e gasto público –, além das teorias que serviram de base para as diferentes políticas de governo no Brasil, discutindo a sua aplicação e consequente eficácia.



A PSICANÁLISE DAS CRISES FINANCEIRAS: UM NOVO SABER SOBRE OS IMPASSES DO NOSSO TEMPO


As seguidas crises financeiras diminuem a confiança na racionalidade dos mercados e abrem caminho para teorias que levam em conta os fatores psicológicos nos fenômenos econômicos. Ao examinar esse novo discurso, ancorado na noção da racionalidade limitada, destacam-se as contribuições da psicanálise. O curso propõe provocar a tensão entre postulados da economia, da psicologia econômica e da psicanálise, oferecendo, a partir daí, um novo saber sobre os impasses financeiros do nosso tempo.



SOCIEDADE CRIATIVA: O QUE É, POR QUE DOMINOU O MUNDO E COMO FAZER PARTE DELA?


Entramos definitivamente na era da criatividade. Fomentar uma cultura da criação é essencial para o sucesso de qualquer empresa, instituição ou coletivo. Entender como participar de forma pertinente dessa “Sociedade Criativa” que está redefinindo o mundo em que vivemos é o principal objetivo do encontro. A ideia é traçar um panorama sobre quatro pilares fundamentais para o tema: Economia Criativa, Cultura Criativa, Excelência Criativa e Processo Criativo.