A CULTURA NA CRISE: UMA CONVERSA SOBRE GESTÃO E RESISTÊNCIA


Fabio Szwarcwald

14 de january - Tuesday - das 19h30 às 21h

ESGOTADO

A Escola de Artes Visuais (EAV) do Parque Lage é um dos símbolos da arte contemporânea no Rio de Janeiro. Em seu quadro discente, constam nomes como Daniel Senise, Beatriz Milhazes, Ernesto Neto, Adriana Varejão, entre tantos outros. A escola tem se posicionado mais fortemente nos últimos anos como um destacado espaço de resistência cultural na cidade, tendo realizado importantes exposições. Uma delas foi a Queermuseu: Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, que contou com a maior campanha de financiamento coletivo do país, captando mais de R$ 1 milhão de quase 1,7 mil pessoas, e vendendo obras de arte doadas por 70 artistas, além do show do cantor e compositor Caetano Veloso para levantar recursos.

Recentemente exonerado da direção da EAV por supostas irregularidades em sua gestão, denúncias que mais tarde foram refutadas, Fabio Szwarcwald abre o calendário de encontros gratuitos da CASA DO SABER RIO para falar sobre a sua trajetória à frente da direção da EAV, apresentando as conquistas e os desafios de gerir espaços de arte e cultura. Sobre sua trajetória, Szwarcwald afirmou ter deixado o mercado financeiro “para mostrar que é importante a sociedade participar mais ativamente da gestão dos equipamentos públicos. É muito positivo trazer a experiência da iniciativa privada”.

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

ministrado por


  • Fabio Szwarcwald

    Economista e colecionador de arte. Foi diretor-presidente da Escola de Artes Visuais (EAV) do Parque Lage. Faz parte do conselho do New Museum, de Nova York (EUA) e do conselho de aquisição de acervo do Museu de Arte Modernado Rio de Janeiro (MAM-Rio). Formado pela Uerj, tem MBA em gestão empresarial pela FGV, MBA em finanças pelo Ibmec e estudou negociação no programa para executivos Wharton, da Universidade da Pensilvânia (EUA). Como executivo, trabalhou na Trader Renda Fixa, foi gerente comercial e superintendente do Banco Votorantim, vice-presidente do Private Banking do Credit Suisse Hedging Griffo. Foi também vice-presidente da Associação de Amigos da Escola de Artes Visuais (AMEAV) e do conselho da organização social OCA Lage, que administrou a EAV e a Casa Brasil-França de 2014 a 2016.