A “LATINIZAÇÃO” DOS EUA


Marink Martins

10 de march - Tuesday - das 19h30 às 21h30

A ideia de uma “latinização” dos EUA não é particularmente nova. Alan Greenspan, o mais longevo entre os presidentes do Banco Central americano, apontou para este fator como um dos principais riscos em sua obra literária The Age of Turbulence (2007). Dito isso, tal processo merece uma melhor explicação.

O termo “latinização” em relação aos EUA aponta para uma tendência de aumento do nível de desigualdade socioeconômica no país. Esse crescimento tende a culminar em um maior populismo semelhante àquele experenciado na América Latina ao longo dos últimos 50 anos. As razões que contribuem para o fenômeno são diversas e envolvem questões relativas à economia, à imigração, à educação, entre outras.

O objetivo deste encontro é compartilhar a visão de economistas renomados, que vêm explorando este tema com bastante afinco.

INSCRIÇÃO ONLINE
Valor R$ 130.00

INSCREVA-SE AQUI

Conheça as formas de pagamento e a
política de cancelamento

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

ministrado por


  • Marink Martins

    Formado em Finanças, com um MBA na mesma área, pela University of North Florida (Estados Unidos). Começou sua carreira atuando pelo Banco Bozano, Simonsen em Nova York (Estados Unidos), e atua no mercado acionário há mais de 20 anos. Conhecedor das análises publicadas pela Casa de Pesquisa GAVEKAL, com sede em Hong Kong. Atualmente é responsável pelo site de análise de mercado MyVOL e ministra palestras sobre diversos temas relacionados ao cenário econômico global.

INSCREVA-SE AQUI