AFETOS E EMOÇÕES NA POLÍTICA INTERNACIONAL


Paula Sandrin

De 16 a 30 de may - Thursdays - das 19h30 às 21h30 - 3 encontros

O que emoções como raiva, medo, desamparo e ressentimento têm a ver com a política internacional? Tradicionalmente pensada como motivada exclusivamente por interesses estratégicos e pautada por decisões baseadas em cálculos de custo-benefício, a política – seja ela nacional ou internacional – também envolve afetos e sentimentos. Este curso visa introduzir algumas correntes teóricas da disciplina de Relações Internacionais que se debruçam sobre o papel das emoções em fenômenos e processos internacionais, com o intuito de ajudar a compreender aspectos até então marginalizados nesses estudos.

Valor R$ 380.00

Vendas somente por telefone
Tel: (21) 2227-2237

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 16 MAI | COMO ESTUDAR AFETOS E EMOÇÕES?

    Algumas abordagens que se dedicam ao estudo da significância política de afetos e emoções. O panorama incluirá conceitos da psicologia, da psicanálise, da neurociência e da filosofia.


  • 23 MAI | ABORDAGENS PSICANALÍTICAS

    Alguns conceitos da psicanálise desenvolvidos principalmente por Freud e Lacan que vêm sendo apropriados por cientistas políticos e internacionalistas no intuito de entender processos de identificação coletiva e seus efeitos nacionais e internacionais.


  • 30 MAI | A ASCENSÃO DE PARTIDOS POLÍTICOS POPULISTAS AO REDOR DO MUNDO - UMA CONTRIBUIÇÃO PSICANALÍTICA

    O crescente apoio a partidos populistas – de direita e de esquerda – levando em consideração o entrelaçamento entre os discursos e os afetos mobilizados por eles.


ministrado por


  • Paula Sandrin

    Professora do Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio. Graduada em Comunicação Social pela PUC-Rio e mestre e doutora pela University of Westminster (Inglaterra). Possui experiência de ensino e pesquisa nas áreas de Segurança Internacional e Política Externa e Diplomacia Pública da União Europeia e da Turquia.