NIETZSCHE & HÖLDERLIN: O ROMANTISMO ENTRE A POESIA E A FILOSOFIA


Pedro Duarte

08 de may - Wednesday - das 19h30 às 21h30

CONCLUÍDO

No fim do século XIX, Friedrich Nietzsche (1844 – 1900) descobriu a obra do poeta romântico Friedrich Hölderlin (1770 – 1843), que o antecedera em quase um século. Encontrou nele o mesmo impulso de aproximar amorosamente poesia e filosofia, criação e pensamento. Os dois pensaram criticamente o Racionalismo, que teria separado a sensibilidade e o entendimento, expulsando o amor - a experiência de ser com o outro e de ser pelo outro - da vida moderna. O poema O adeus, de Hölderlin, expõe sinteticamente a concepção de amor do Romantismo, um movimento que mudou não só a literatura, mas nosso modo de pensar, sentir, combater, viajar. Transformou nossa forma de viver e de morrer.

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

ministrado por


  • Pedro Duarte

    Professor do Departamento de Filosofia da PUC-Rio, onde se formou mestre e doutor. Foi professor visitante nas universidades Brown (EUA) e Södertörns (Suécia). Publicou capítulos em livros e artigos em periódicos acadêmicos e veículos da grande mídia, como O Globo. Autor de Estio do tempo: Romantismo e estética moderna, A palavra modernista: vanguarda e manifesto e Tropicália Ou Panis et Circensis.