MEMÓRIA, NOSTALGIA E TRAUMAS COLETIVOS: DO DEVER DE LEMBRAR AOS DIREITOS DE ESQUECER

PALESTRA REALIZADA ONLINE VIA ZOOM


Talitha Ferraz

03 de june - Wednesday - das 19h às 20h30

CONCLUÍDO

Diante das atuais experiências de perda, ansiedades e dúvidas sobre o futuro de nossas vidas pessoais e em sociedade, quais são os papéis que a memória pode desempenhar? O que, por que e como lembramos e esquecemos? O que nos leva a desejos de “volta ao passado” e a elogios à nostalgia? Para além de nossas projeções e desejos por futuros alternativos, é possível haver nostalgia em relação ao que ainda não veio? De que forma noções como utopia, distopia, heterotopia, retrotopia, ideologia etc. nos auxiliam a observar as interações entre passado(s), presente(s) e futuro(s) que vivenciamos? Quais seleções, exigências, aleatoriedades e políticas estão em jogo, em âmbitos individuais e coletivos, nas construções de memórias sobre acontecimentos traumáticos, a exemplo de pandemias, guerras e tragédias naturais?

A memória é amiúde representada em nossas sociedades como uma região poupada das intempéries do tempo, onde estariam depositadas e armazenadas lembranças de situações e eventos do passado. Porém, apesar de sua inegável relação com o já transcorrido, a memória é uma produção conectada a exigências do tempo presente, nunca excluindo dinâmicas entre lembrança e esquecimento ou ainda diálogos e embates entre o direito de esquecer e o dever de lembrar.

Nessa palestra iremos apresentar um panorama das principais noções de memória (à luz de autores da filosofia, da história e da memória social) e trabalhar com recentes abordagens dos estudos da nostalgia, suscitando discussões articuladas a pontos de tensão (e a acontecimentos marcantes) da vida contemporânea.

>>> Esta palestra faz parte da programação online da CASA DO SABER RIO via Zoom. Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o código e a senha de acesso à sala virtual.

 

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

ministrado por


  • Talitha Ferraz

    Professora do Programa de Pós-graduação em Cinema e Audiovisual da UFF e da ESPM Rio, onde lidera o Grupo de Pesquisa Modos de Ver (ESPM-CNPq). É mestre e doutora em Comunicação e Cultura pela Escola de Comunicação da UFRJ, com estágio doutoral na Universidade Nova de Lisboa (Portugal). Desenvolveu pesquisa de pós-doutorado no Centre for Cinema and Media Studies da Ghent University (Bélgica), com apoio da Capes. É pesquisadora associada à Coordenação Interdisciplinar de Estudos Contemporâneos da UFRJ e às redes de pesquisa International Media and Nostalgia Network (IMNN); History of Moviegoing Exhibition and Reception Network (HoMER); e Cinema City Cultures.