MILITARIZAÇÃO DA POLÍTICA NO BRASIL: UMA TRANSIÇÃO DA TOGA À ESPADA?


Pedro H. Villas Bôas Castelo Branco

21 de may - Tuesday - das 19h30 às 21h30

Embora a militarização da política seja um fenômeno polissêmico, ela é abordada sob ponto de vista da pressão exercida por diferentes segmentos da sociedade para que as Forças Armadas assumam um protagonismo na vida política nacional. À fachada de tal fenômeno, subjaz a fragilidade das instituições democráticas que representam um terreno fértil à migração do poder moderador da toga à espada. A judicialização da política já era um indicador do déficit democrático provocado pela crise da representação política que acometeu tanto o Poder Executivo como o Poder Legislativo, sobretudo na última década, devido aos escândalos de corrupção que se tornaram mais transparentes em virtude da redemocratização do país.

Esse encontro tem o objetivo de examinar pistas que apontam para a transição da judicialização à militarização da política brasileira contemporânea, suscitando a discussão sobre a eventual substituição do protagonismo exercido pelo Poder Judiciário pela centralidade assumida pelas Forças Armadas.

Valor R$ 100.00

Vendas somente por telefone
Tel: (21) 2227-2237

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

ministrado por


  • Pedro H. Villas Bôas Castelo Branco

    Professor adjunto do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp-Uerj). Doutor em Ciência Política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (Iuperj), com bolsa sanduíche no Otto-Suhr-Institut für Politikwissenschaft (Instituto de Ciência Política Otto Suhr) na Freie Universität Berlin (Universidade Livre de Berlim), na Alemanha. É autor, entre outros, do livro Secularização inacabada: política e direito em Carl Schmitt, Die unvollendete Säkularisierung. Politik und Recht im Denken Carl Schmitts e Estado, direito e cidadania, em perspectiva comparada.