NIETZSCHE CONTRA CRISTO


Auterives Maciel Jr.

De 12 de november a 17 de december - Thursdays - das 18h30 às 20h - 6 encontros

A imagem do Cristo redentor, do Deus tornado homem, do Messias que veio e voltará algum dia para nos salvar é, segundo Nietzsche, uma invenção de São Paulo. Essa imagem edifica na cultura ocidental uma visão de mundo que reina na história por dois milênios. No século XIX, Nietzsche, o pensador trágico intempestivo, submete essa visão de mundo a uma avaliação crítica, denunciando-a como uma forma niilista de pensar. Com a crítica, dá-se então o confronto inevitável entre a visão cristã da existência e a visão trágica elaborada por Nietzsche. O curso analisará esse confronto, dando ênfase à oposição existente entre o pathos negativo de Cristo e a embriaguez afirmativa de Dioniso.

​> Este curso faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) acontece nos dias 16, 23, 30 DE NOVEMBRO E 07, 14 E 18 DE DEZEMBRO, ÀS 17H.
>>> Os inscritos receberão por e-mail no dia de cada aula o link, o código e a senha de acesso à sala virtual.

As inscrições podem ser feitas pelos telefones (21) 2227 2237.

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 12 NOV | APRESENTAÇÃO DO PROBLEMA

    Sobre a diferença entre Cristo, a pessoa e o cristianismo fundado por São Paulo.


  • 19 NOV | SÃO PAULO: O FUNDADOR DO CRISTIANISMO

    A visão cristã da existência.


  • 26 NOV | O ANTICRISTO DE NIETZSCHE E O NIILISMO

    O cristianismo como religião niilista. O cristianismo como vontade de poder.


  • 03 DEZ | A PAIXÃO DE CRISTO E A EMBRIAGUEZ DIONISÍACA

    Dois pathos em análise.


  • 10 DEZ | SOBRE A OPOSIÇÃO ENTRE A VISÃO ENTRE A VISÃO CRISTÃ DA EXISTÊNCIA

    Dioniso versus Cristo.


  • 17 DEZ | DO NIILISMO NEGATIVO DOS CRISTÃOS AO NIILISMO SUPERADO

    A transvaloração afirmativa.


ministrado por


  • Auterives Maciel Jr.

    Professor do Departamento de Psicologia da PUC-Rio e do programa interdisciplinar Psicanálise, Saúde e Sociedade da Universidade Veiga de Almeida. Doutor em Teoria Psicanalítica pela UFRJ e mestre em Filosofia pela Uerj. É autor dos livros Os pré-socráticos: a invenção da razão; Polifonias: clínica, política e criação; e O Todo-Aberto: duração e subjetividade em Henri Bergson.