TRÊS LEITURAS FILOSÓFICAS DE HAMLET


Pedro Süssekind

De 04 a 18 de may - Tuesdays - das 19h às 20h30 - 3 encontros

Reflexivo, atormentado por dúvidas, paralisado pelo conhecimento de uma verdade profunda oculta aos olhos dos outros, Hamlet foi avaliado pelo escritor romântico William Hazlitt como o “príncipe dos especuladores filosóficos”. Considero que uma pesquisa sobre a relação da peça com a filosofia pode seguir dois caminhos divergentes, de certo modo espelhados. Um deles seria estudar as correntes filosóficas de que Shakespeare se apropriou para escrever a peça, como o estoicismo, o maquiavelismo e o ceticismo. O outro se volta para a riquíssima recepção da peça na tradição posterior a Shakespeare, levando em conta que muitos filósofos se debruçaram sobre ela. É notável não só o fato de cada filósofo que escreveu sobre Hamlet interpretar a tragédia à sua maneira, mas também o fato de que as interpretações tendem a enxergar o protagonista da tragédia como uma espécie de filósofo, no qual se projetam as ideias de quem o interpreta.
_______________________________________________________________________________________________

INFORMAÇÃO IMPORTANTE: CURSO ONLINE AO VIVO + REPLAY

> Este curso faz parte da programação online ao vivo e gravada da Casa do Saber Rio via Zoom.
>> Se não puder participar ao vivo na primeira data, o Replay (gravado) de cada aula ficará disponível na Área do Aluno até 1 SEMANA após o final do curso.
​>>> Os inscritos receberão, por e-mail, a senha da Área do Aluno. 

*Para qualquer dúvida em relação ao recebimento do link ou da senha da Área do Aluno, entre em contato pelo e-mail inforio@casadosaber.com.br, pelo número (21) 2227-2237 ou mande uma mensagem para o WhatsApp (21) 99478 9591.

INSCRIÇÃO ONLINE
Valor R$ 270.00

INSCREVA-SE AQUI

Conheça as formas de pagamento e a
política de cancelamento

ÁREA DO ALUNO
Faça o download do material do curso

aulas


  • 04 MAI | O HAMLET ROMÂNTICO (GOETHE E HEGEL)

    - A leitura exemplar de Goethe: Hamlet como Werther.
    ​- Hegel e a tragédia moderna da subjetividade.


  • 11 MAI | HAMLET NEURÓTICO (NIETZSCHE E FREUD)

    - Dois comentários de Nietzsche: Hamlet paralisado pelo conhecimento.
    ​- A interpretação psicanalítica da hesitação hamletiana.


  • 18 MAI | HAMLET POLÍTICO (BENJAMIN E DERRIDA)

    - O tema do tiranicídio no drama barroco.
    ​- Um espectro que assombra a política contemporânea.


ministrado por


  • Pedro Süssekind

    Professor Associado do Departamento de Filosofia da UFF. Doutor em Filosofia pela UFRJ, com especialização em Literatura Comparada na Universidade Livre de Berlim (Alemanha). Publicou, além de diversos artigos acadêmicos, os livros de ficção Litoral e Triz, e os ensaios Shakespeare, o gênio original e Teoria do fim da arte. Atualmente está terminando um livro sobre Hamlet e a filosofia.

INSCREVA-SE AQUI